Corpo de Bombeiros realiza resgate na Pedra da Catarina

Homem caiu em local de difícil acesso e oficiais utilizam helicóptero na operação
terça-feira, 20 de julho de 2021
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
O helicóptero atuando no resgate (Foto: Thiago Lima)
O helicóptero atuando no resgate (Foto: Thiago Lima)

Bombeiros do 6º GBM atuam desde o início da noite de segunda-feira, 19, no resgate de um homem de 30 anos que caiu de uma altura de dez metros, em um local  de difícil acesso na Pedra Catarina Pai. A montanha é a mais alta do conjunto de três pedras conhecidas como Catarinas (Pai, Mãe e Filho) e um dos principais cartões postais de Nova Friburgo.

Segundo informações do 6º GBM, a o homem apresentava fraturas nos membros inferiores. A guarnição prestou os primeiros socorros à vítima para estabilização do quadro médico, permanecendo no local até o resgate aéreo, com emprego da aeronave do Corpo de Bombeiros na manhã desta terça.

Ainda de acordo com o Corpo de Bombeiros, a vítima foi resgatada aproximadamente às 8h45, com ferimentos considerados de média gravidade, e encaminhada para o Hospital Municipal Raul Sertã.

 

LEIA MAIS

Vítima não resistiu e morreu no local, antes da chegada do socorro

Vítimas receberam atendimento médico e foram liberadas no local

No total foram realizadas 88 abordagens em frente ao Espaço Arp

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra