Artigo: Ser avó é um jardim de sensações sem fim

“Nossa capacidade de amar não tem limites. Agora vivo isso a cada luz do sorriso da minha pequena Flor, que rego de amor a cada amanhecer”
sexta-feira, 23 de julho de 2021
por Simoni Lucena*, especial para A VOZ DA SERRA
Marcio e Simoni Lucena com a pequena Flor no colo (Álbum de família)
Marcio e Simoni Lucena com a pequena Flor no colo (Álbum de família)

Sou a quinta filha mulher de um matriarcado amoroso e tradicional nordestino. Primeiro fui surpreendida pela delícia de ser tia, um exercício mágico de sentir seu amor pulsando em outros coraçõezinhos. Depois Deus nos confia os filhos para vivermos a mais sublime experiência, que nos transforma em seres humanos de verdade.

Depois de muito ouvir das minhas irmãs sobre a leveza do amor trazido por um neto através de um filho, achei que já tinha entendido como seria. Mas que nada… nada me preparou para algo tão sublime! 

Não foi apenas uma flor que brotou no meu jardim. Foram sensações sem fim.  Sorrisos, cheirinhos, toques que despertaram um sentimento talvez esquecido, que volta a pulsar no peito. Aquele sol que se irradia a cada olhar, a cada tímido sorriso, a cada gargalhada banguela.

Ser avó é simplesmente um presente de Deus! Ainda não sei definir em palavras, mas pressinto que vivi para ter a oportunidade de sentir isso tudo no meu coração. O mais incrível é perceber essa mais nova forma de amar e a confirmação de algo que, no fundo, já sabemos: que a nossa capacidade de amar não tem limites! Aí a gente tem a certeza de que vai continuar existindo, mesmo quando partir. Pois seu amor se perpetuou ali e vai continuar gerando frutos! Agora vivo isso a cada luz do sorriso da minha pequena Flor, que rego de amor a cada amanhecer! 

* Simoni Lucena é jornalista e professora de Yoga. 

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: