Seis são presos em duas operações da PM no Alto de Olaria

Cocaína e maconha foram apreendidas nas ruas Francisco Nicolau e Piauí
quarta-feira, 29 de julho de 2020
por Jornal A Voz da Serra
Parte do material apreendido (Foto: 11 BPM)
Parte do material apreendido (Foto: 11 BPM)

Dois homens – de 31 e 57 anos – foram presos na tarde da última segunda-feira, 27, acusados de tráfico de drogas. A ação foi realizada por policiais militares do Patrulhamento Tático Móvel (Patamo) na Rua Francisco Nicolau, no Alto de Olaria.

Segundo informações passadas pela seção de comunicação do 11º BPM, a operação foi desencadeada após denúncias anônimas sobre a atividade do tráfico de drogas na localidade. Com a dupla foram apreendidos 584 papelotes de cocaína. O fato foi apresentado na 151ª DP, onde o material ficou apreendido e os acusados foram autuados por tráfico de drogas e permanecem presos, aguardando transferência para um presídio na capital.

Mais uma no Alto de Olaria

No mesmo dia, segundo a seção de comunicação do 11º BPM, policiais militares do serviço reservado (P2) realizaram uma operação na Rua Piauí, também no Alto de Olaria. Na ação quatro jovens foram presos – de 18, 19, 21 e 23 anos – acusados de tráfico de drogas. Com eles foram apreendidos 28 trouxinhas de maconha. A ocorrência foi apresentada na 151ª DP onde todo material ficou apreendido e os acusados autuados permanecendo presos.

 

LEIA MAIS

Operações, do início de manhã até a noite, resultaram na prisão de três homens e na apreensão de farta quantidade de cocaína e maconha

Ações do 11º BPM ocorreram nos bairros Catarcione, Curral do Sol e Centro

Ao todo, P2 e Patamo apreenderam 65 tabletes de maconha, 533 papelotes de cocaína, um revólver 38 e umJeep Renegade. Um menor foi apreendido

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: tráfico