Prefeitura não autoriza show de Maiara & Maraísa

Produtor diz que apresentação marcada para o próximo domingo, na Via Expressa, será adiada
terça-feira, 18 de janeiro de 2022
por Christiane Coelho, especial para A VOZ DA SERRA
Foto: RD1
Foto: RD1

O show das cantoras sertanejas Maiara & Maraísa, programado para o próximo domingo, 23, na área de eventos da Via Expressa, no bairro Olaria, não foi autorizado pela Prefeitura de Nova Friburgo, que, em nota, informou que o motivo se deve “a uma recomendação do Ministério Público Estadual, em virtude do regramento estabelecido no decreto municipal 1.281, do último dia 14, que reduz a capacidade de público em eventos por causa do aumento recente de casos de Covid-19 no município, e pelo processo administrativo que pedia autorização à prefeitura não ter concluído sua tramitação entre os setores responsáveis pela liberação de eventos.”

O decreto, publicado no Diário Oficial que sexta-feira, 14, mantém suspensas as atividades relacionadas a eventos com grande aglomeração de pessoas e a realização de festas que necessitem de autorização transitória em áreas públicas, como o show previsto para ser realizado na área de eventos da Via Expressa. De acordo com a nota da prefeitura, o novo regramento sanitário foi feito para evitar a propagação da Covid-19. Nova Friburgo registrou aumento expressivo de casos da doença. Somente no mês de janeiro, até a última sexta-feira, 14, pelo menos 444 casos de Covid-19 foram confirmados entre os friburguenses. Em todo o mês de dezembro de 2021, foram registrados 54 testes positivos no município.

O que diz a produção do show

De acordo com o produtor do evento, Rodrigo Serpa, o show de Maiara & Maraísa será adiado e ainda não há nova data. “O adiamento é em função do fechamento por causa da pandemia da Covid-19. Então, por lei, temos até um ano para remarcar. Quem comprou ingresso antecipado, terá os cupons validados para a nova data. Não haverá devolução dos valores pagos”, explicou ele.

O decreto também determina público máximo permitido nos eventos: em locais abertos, a lotação máxima é de 500 pessoas e, em locais fechados, de 300 pessoas. A mesma lotação é para eventos que acontecem em casas de festas, atividades comerciais, salões sociais, quadras, ginásios esportivos, casamentos formaturas, conferências, congressos, palestras, torneios esportivos e afins.

O produtor alegou também que o show foi marcado num momento em que havia ocupação de 50% de enfermarias Covid-19 e nenhum leito de UTI ocupado. “Estamos há 31 dias sem um óbito por Covid-19. Tenho certeza de que todos esses dados foram levados em consideração na hora de fazer o réveillon da cidade, que foi um evento aberto. Estamos falando de um evento fechado, onde poderíamos ter todo o controle de acesso das pessoas, seguindo os protocolos, comprovação das duas doses da vacina, álcool em gel na porta, medindo temperatura. A cidade está normalizada, vemos ônibus cheios, bares cheios, comércio lotado, teve o Natal e o réveillon com tudo cheio, pessoas se confraternizando, e nada disso foi levado em consideração. Quem está pagando o preço agora somos nós, que tínhamos um evento lançado há dois, três meses, que a prefeitura garantiu que seria realizado, e faltando sete dias, publica um decreto que inviabiliza o show”, disse Rodrigo.

A Prefeitura de Nova Friburgo informou ainda, em nota, que “diversas cidades brasileiras têm cancelado eventos importantes e até mesmo o Carnaval em função do atual cenário epidemiológico. O objetivo da prefeitura com a edição do novo decreto municipal é conter o aumento de novos casos de Covid-19 e de Influenza H3N2.” 

 

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 77 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: