Moradores denunciam descarte indevido de lixo no Paissandu

Segundo leitor, falta senso de cidadania de quem deposita o lixo fora do horário de coleta
segunda-feira, 03 de fevereiro de 2020
por Fernando Moreira (fernando@avozdaserra.com.br)
Moradores denunciam descarte indevido de lixo no Paissandu

Em meados de dezembro do ano passado, A VOZ DA SERRA denunciou o acúmulo de lixo depositado em toda a extensão da Avenida Alberto Braune, principal centro comercial do município. Na ocasião, o comércio estava funcionando em horário estendido e o número de pessoas circulando pelas ruas era maior que o habitual.

No entanto, recebemos de um morador do Paissandu, que preferiu não ser identificado, várias fotos e a reclamação de que moradores e comerciantes da região não estariam tendo o senso de cidadania necessário e depositando lixo na rua fora do horário de coleta. 

“Como as fotos demonstram, precisamos também cuidar no dia a dia. A prefeitura precisa zelar melhor pela cidade quanto ao recolhimento do lixo, assim como os cidadãos. Todos somos responsáveis”, se queixou o leitor de A VOZ DA SERRA, que completou: “As fotos são uma demonstração clara que isso não está acontecendo. Até porque, a taxa de lixo é cobrada junto com o IPTU e a prefeitura tem a responsabilidade maior nessa situação” disse.

As fotos enviadas mostram o problema em diversas ruas do bairro, como o entorno da Praça Marcílio Dias e as ruas Trajano de Almeida e José Tessarollo dos Santos. Para ele, uma boa opção seria a prefeitura disponibilizar mais caçambas como as que foram instaladas no centro da cidade, tanto para comerciantes, quanto para moradores, de modo a evitar que o lixo fique espalhado pelo chão e seja revirado por animais de rua ou carregados pela enxurrada em dias de chuva.

“Também acho que deveriam recolher o lixo todos os dias e em mais de um horário. Os comerciantes têm uma responsabilidade ainda maior. Não podem deixar lixo em frente aos estabelecimentos, precisam zelar pelas lixeiras e a guarda do lixo. A prefeitura precisa cobrar de todos às suas responsabilidades, assim como cobra pela taxa de lixo”, finalizou o leitor.

Segundo apurado por A VOZ DA SERRA, a coleta de lixo é feita uma vez por dia no Paissandu, sempre por volta das 9h30. Já a prefeitura reforça que “quem for flagrado depositando lixo em local irregular ou fora do horário de coleta poderá ser multado, por se tratar de ato contra o meio ambiente”.

O Governo Municipal destaca ainda “a importância da conscientização de todos na hora de descartar os seus resíduos e apela, inclusive, para o pleno exercício da cidadania, uma vez que, o descarte de lixo feito de maneira equivocada causa uma série de prejuízos para o meio ambiente e também à sociedade, que sente as consequências de um ato irresponsável, que propicia a proliferação de doenças”.

 

LEIA MAIS

Evento este ano, desta quinta até 1º de novembro, será online e terá transmissão ao vivo

Sediada em Cachoeiras, ONG SOS Vida Silvestre fornece assistência à fauna silvestre da Mata Atlântica

Proprietário do terreno disse que não possuía licenças para o serviço

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra