Ministério cadastrará 5 milhões de profissionais de saúde para enfrentar pandemia

Eles serão capacitados nos protocolos clínicos, com o objetivo de auxiliar gestores do SUS nas ações contra o Covid-19
sábado, 04 de abril de 2020
por Jornal A Voz da Serra
Ministério cadastrará 5 milhões de profissionais de saúde para enfrentar pandemia

O Ministério da Saúde vai cadastrar cerca de cinco milhões de profissionais de saúde que poderão atuar em todo país no combate ao coronavírus. O reforço é para auxiliar os gestores do Sistema Único de Saúde (SUS) nas ações de enfrentamento do coronavírus a partir da capacidade de trabalho desses profissionais. Profissionais de 14 áreas de atuação da saúde serão cadastrados e capacitados nos protocolos clínicos da doença.

A iniciativa é parte da ação estratégica “O Brasil conta comigo - Profissionais da Saúde”, criada pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde, considerando a emergência em saúde pública decorrente do coronavírus e irá durar enquanto o estado de emergência de saúde pública permanecer.

A portaria 639, publicada na última quinta-feira, 2, no Diário Oficial da União, lista as 14 áreas que deverão ter os profissionais cadastrados: serviço social; biologia; biomedicina; educação física; enfermagem; farmácia; fisioterapia e terapia ocupacional; fonoaudiologia; medicina; medicina veterinária; nutrição; odontologia; psicologia; e técnicos em radiologia.

Os conselhos destas áreas deverão enviar ao Ministério da Saúde os dados dos respectivos profissionais e solicitar aos profissionais registrados que realizem o cadastramento no endereço eletrônico: https://registrarh-saude.dataprev.gov.br e mantenham as informações atualizadas.

O Ministério da Saúde irá capacitar esses profissionais de saúde nos protocolos oficiais de enfrentamento ao coronavírus por meio de curso a distância. Após o preenchimento do formulário de cadastro, o profissional terá acesso ao curso de capacitação e, após a conclusão, receberá o certificado. Caso o profissional não realize o cadastro ou não conclua o curso de capacitação, o Ministério da Saúde irá informar ao conselho correspondente.

O profissional poderá sinalizar ao final do curso de capacitação se deseja fazer parte das ações de enfrentamento ao coronavírus, assim poderá ser chamado para trabalhar em locais onde há necessidade, conforme a dinâmica da circulação do vírus no território nacional. O recrutamento desses profissionais ficará a cargo dos gestores locais do SUS e, se necessário, poderá ser ampliado aos demais.

 

LEIA MAIS

Setores administrativos estão autorizados a abrir a partir desta quinta para organizar reabertura parcial; comércio ainda em estudo

Há ainda 44 casos aguardando confirmação, assim como 3 óbitos. Município já tem, em média, um contaminado por km2

A partir de agora são consideradas apenas mortes confirmadas, e não suspeitas, o que dá diferença de mais de mil

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra