Hemocentro de Nova Friburgo precisa de doações de sangue

Unidade funciona em um prédio anexo ao Hospital Raul Sertã, de segunda a sexta, das 8h às 11h30
quarta-feira, 22 de setembro de 2021
por Jornal A Voz da Serra
Hemocentro de Nova Friburgo precisa de doações de sangue

O Hemocentro Regional Enfermeira Cassia Viviane Kale Martins está com estoque muito baixo de sangue e precisa da doação de todos os tipos sanguíneos. Nos últimos dias, a unidade forneceu uma grande quantidade de bolsas para atender doentes graves nos hospitais Raul Sertã e Maternidade Mário Dutra de Castro e acabou ficando desabastecida. Para continuar socorrendo pacientes é fundamental a colaboração de todos que possam doar. 

É necessário o mínimo de 15 doadores diários para garantir um nível adequado no estoque. Contudo, a média registrada na última semana foi de apenas sete por dia. A pequena frequência de doadores pode comprometer a realização de cirurgias. Em função disso, a direção do hemocentro apela para que os doadores regulares que já puderem retornar e novos doadores, compareçam à unidade. 

O hemocentro funciona no prédio anexo ao Hospital Municipal Raul Sertã, de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (22) 2523-8084.

Requisitos para doação de sangue

Podem doar sangue pessoas entre 16 e 69 anos e que estejam pesando mais de 50 quilos. Além disso, é preciso apresentar documento oficial com foto e menores de 18 anos só podem doar com consentimento formal dos responsáveis. Pessoas que estiverem com febre, gripe ou resfriado, diarreia recente, grávidas e mulheres no pós-parto não podem doar temporariamente.

O procedimento para doação de sangue é simples, rápido e totalmente seguro. Não há riscos para o doador, porque nenhum material usado na coleta do sangue é reutilizado, o que elimina qualquer possibilidade de contaminação. Os requisitos para doar sangue é estar com bom estado de saúde e seguir os seguintes passos: estar alimentado; evitar alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a doação de sangue, caso a doação ocorra após o almoço, aguardar duas horas; ter dormido pelo menos seis horas nas últimas 24 horas; pessoas com idade entre 60 e 69 anos só poderão doar sangue se já o tiverem feito antes dos 60 anos. A frequência máxima é de quatro doações de sangue anuais para o homem e de três doações de sangue anuais para as mulheres. O intervalo mínimo entre uma doação de sangue e outra é de dois meses para os homens e de três meses para as mulheres.

Impedimentos temporários para doar

  • Gripe, resfriado e febre: aguardar sete dias após o desaparecimento dos sintomas;

  • Período gestacional;

  • Período pós-gravidez: 90 dias para parto normal e 180 dias para cesariana;

  • Amamentação: até 12 meses após o parto;

  • Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação;

  • Tatuagem e/ou piercing nos últimos 12 meses (piercing em cavidade oral ou região genital impedem a doação);

  • Extração dentária: 72 horas;

  • Apendicite, hérnia, amigdalectomia, varizes: três meses;

  • Colecistectomia, histerectomia, nefrectomia, redução de fraturas, politraumatismos sem sequelas graves, tireoidectomia, colectomia: seis meses;

  • Transfusão de sangue: um ano;

  • Vacinação: o tempo de impedimento varia de acordo com o tipo de vacina;

  • Exames/procedimentos com utilização de endoscópio nos últimos seis meses;

  • Ter sido exposto a situações de risco acrescido para infecções sexualmente transmissíveis (aguardar 12 meses após a exposição).

Impedimentos definitivos para doar sangue

  • Ter passado por um quadro de hepatite após os 11 anos de idade; 

  • Evidência clínica e laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue: Hepatites B e C, Aids (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas; 

  • Uso de drogas ilícitas injetáveis; 

  • Malária. 

LEIA MAIS

Veja locais, horários e exigências para se vacinar contra a Covid em Nova Friburgo

Objetivo é atualizar as cadernetas de vacinação das crianças e adolescentes até 15 anos

Profissionais estão sendo colocados à prova dia e noite, nesta pandemia

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra