GP das Montanhas volta a movimentar o ciclismo neste domingo

Pistas da RJ-116 vão receber as bicicletas dos competidores em mais uma edição do evento
sexta-feira, 26 de novembro de 2021
por Vinicius Gastin
Prova é tradicional no calendário friburguense, e marca a retomada das competições de ciclismo (Foto: Hudson Malta)
Prova é tradicional no calendário friburguense, e marca a retomada das competições de ciclismo (Foto: Hudson Malta)

Chegou a hora de colocar os equipamentos, calibrar os pneus e colocar as bicicletas na pista. De fato, pedalar se tornou um novo hábito para muitos friburguenses durante os períodos mais críticos da pandemia, mas para os atletas acostumados a competirem no município, a ansiedade só terá fim neste domingo, 28. Uma das provas que geralmente compõem o calendário do ciclismo de Nova Friburgo e região, o GP das Montanhas terá largada às 9h30, em frente ao Fórum de Cachoeiras de Macacu, no quilômetro 39 da RJ-116, próximo ao pórtico da cidade.

A prova com cerca de 200 atletas inscritos, tem como ponto final o quilômetro 65 da mesma rodovia, no alto da Serra do Três Picos, em Theodoro de Oliveira, a 1.089 metros de altitude. Em 2019, quando aconteceu a última prova, o primeiro atleta a cruzar a linha de chegada fez o percurso em 55 minutos e 31 segundos. O organizador da competição, Orlando Miele destaca que o GP das Montanhas é uma das provas mais requisitadas do calendário nacional.

“Poucas provas no Brasil têm essa estrutura, a concessionária Rota 116 vai isolar toda a faixa da direita da rodovia para os competidores e temos 21 quilômetros de pista segregada com cones o que dá muito conforto e segurança para os atletas. Além disso, viaturas ficarão disponibilizadas em pontos estratégicos com o objetivo de orientar e prevenir qualquer incidente”, destaca.

A realização da edição 2021 do GP das Montanhas só foi possível devido a flexibilização das medidas de enfrentamento da Covid-19 por parte das prefeituras de Cachoeiras de Macacu e de Nova Friburgo e todos os protocolos de enfrentamento à pandemia estão sendo respeitados. Também é exigido o comprovante de vacinação de todos os atletas.

O evento reúne ciclistas amadores e alguns de renome no cenário nacional acostumados com outras grandes competições. Uma das presenças confirmadas é a de Paula Almeida (foto abaixo), de Campos dos Goytacazes, campeã da edição do GP de 2018, a última edição promovida pela Montanha Sports. A atleta também acumula, por exemplo, o título do Campeonato Brasileiro Master B 2021.

Outra presença importante confirmada é do atleta Urwalei Fonesi, o Vavá, campeão do GP nas edições de 2018 e 2019. Quem também vai marcar presença no GP são as equipes Targa Team e Elite Bike Rio, compostas por vários ciclistas de alto nível.

Todos os inscritos na edição do GP das Montanhas terão direito a um kit onde constará o numeral para a bike, camisa do evento e brindes a serem retirados na tenda do evento que estará montada no quilômetro 43 da RJ-116. A prova terá duração máxima de até cinco horas. De acordo com o regulamento, o competidor deve realizar o percurso completo da prova, passando por todos os pontos de controles (PCs). Caso não faça o percurso completo ou deixe de passar por algum ponto, o ciclista será desclassificado.

Ainda segundo as regras, é permitido aos ciclistas utilizar apenas uma bicicleta para percorrer o trajeto, independente do tipo ou modelo. O atleta pode prosseguir pelo percurso a pé, desde que a bicicleta esteja presente e seja carregada, arrastada ou empurrada pelo próprio. O capacete de ciclismo afivelado é obrigatório, e não será permitida a utilização de bicicletas com clipe de guidão (triathlon ou contra relógio).

A classificação da competição será obtida pela ordem de chegada dos competidores em suas respectivas categorias. Ao término da prova, tão logo a equipe de cronometragem apure os resultados finais com os oito primeiros colocados de cada categoria, os mesmos serão anunciados e afixados para avaliação dos atletas interessados.

A partir daí ficará aberto o prazo de 15 minutos para recursos contra o resultado. Passado o prazo, o mesmo será homologado pela organização e divulgado como oficial.

Estão previstas medalhas de finisher GP das Montanhas, somente para os atletas que completarem a prova, além de troféus para os cinco primeiros colocados de cada uma das categorias. São elas a Elite (19 a 29 anos ou critério técnico); Master A: 30 a 39 anos (nascidas de 1982 até 1991); Master B: 40 a 49 anos (nascidas de 1972 até 1981); Master C: 50 a 59 anos (nascidas de 1962 até 1971); Master D: 60 anos acima (nascidas até 1961 e anos anteriores); MTB Feminino (acima de 18 anos) e MTB Masculino Sub 45 (18 a 44 anos) e Over 45 (acima de 45 anos).

LEIA MAIS

Primeiro desafio da modalidade, Montanha Cup está previsto para ser realizado no fim de março

Inscrições estão abertas para prova, que vai marcar o retorno dos eventos de ciclismo na cidade

Maior movimento de bicicletas traz à tona a falta de segurança nas estradas e ruas dos distritos

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: ciclismo