Frizão inicia preparação rumo à fase principal do Carioca 2021

Time retoma treinos e terá 20 dias intensos de preparação para a Seletiva
terça-feira, 29 de dezembro de 2020
por Vinicius Gastin
Lateral Flavinho volta ao Frizão após cinco anos: aposta na experiência e identificação
Lateral Flavinho volta ao Frizão após cinco anos: aposta na experiência e identificação

Foi dada a largada rumo à Fase Principal do Campeonato Carioca da Série A. De forma oficial, o Friburguense iniciou a preparação para a disputa do torneio nesta segunda-feira, 28, quando a maioria do elenco profissional se apresentou no estádio Eduardo Guinle. Novos nomes e outros conhecidos do torcedor Tricolor compõem o plantel, que terá a difícil missão de liderar a Seletiva e levar o Frizão novamente ao grupo de elite da primeira divisão estadual.

Um grupo de jovens jogadores da base – em torno de seis, que serão aproveitados -, quatro atletas e outros em observação já trabalham em Nova Friburgo há cerca de 15 dias. O elenco deve estar completo, de fato, no dia 2 de janeiro, seja por conta do período do Natal ou de alguns detalhes ainda sendo tratados com os atletas.

As negociações, dificuldades financeiras e montagem de toda a estrutura que a pandemia exige (hospedagem, alimentação, testagens, rotina de treinos) dificultaram a reunião de todo o elenco em uma data anterior, e por esse motivo, o trabalho terá início a cerca de 20 dias do jogo de estreia, contra o Nova Iguaçu. As atividades vão acontecer em período integral (manhã e tarde) diariamente, e não haverá folga no período de réveillon. Os protocolos de higienização e de cuidados adotados no sub-20 serão mantidos: todos os atletas no mesmo ambiente, moradia, alimentação padronizada e completa na cantina do clube.

Rostos conhecidos

A torcida do Friburguense verá uma equipe, em sua maioria, conhecida. A mescla de juventude, experiência e identificação com o clube, fórmula que manteve o Frizão na elite na maioria dos últimos anos, será mantida. Nomes como Afonso, Ricardo e Bruno Leal – eleito o craque do primeiro turno da Série B2 deste ano, defendendo o Casimiro de Abreu – estão confirmados. O volante Calebe e o atacante Miguel são alguns dos rostos novos.

Por outro lado, peças importantes nas últimas temporadas não irão retornar. O meia Jeffinho, por exemplo, vice-campeão da B1 pelo Sampaio, recebeu uma proposta financeira melhor e já se despediu do clube. Caso semelhante ao dos zagueiros Julio Cesar (não renovou contrato) e Magrão, atualmente no Passo Fundo-RS, que não deverão retornar.

“É uma coisa natural, devido ao cenário complicado financeiramente, agravado pela pandemia e por não termos os 700 mil reais da cota da Seletiva. Até para fazer do jeito que estamos fazendo, não é simples”, resume o gerente de futebol José Siqueira, o Siqueirinha.

Diante desse contexto aparecem os jogadores identificados com o Friburguense. É o caso do lateral esquerdo Flavinho, de 35 anos, com passagem destacada pelo clube entre 2009 e 2016. O meia Jorge Luiz, segundo maior artilheiro da história do Frizão, com 45 gols, também é aguardado em Nova Friburgo para comandar o meio-campo na Seletiva. O jogador de 32 anos, conhecido como maestro pela torcida, já vestiu a camisa tricolor em mais de 200 partidas, marca que apenas Sérgio Gomes, Cadão, Ziquinha e Bidu possuem.

Caminho traçado

A trajetória não será nada simples, mas está definida. E ao final desta corrida pela Fase Principal do Campeonato Carioca da Série A, apenas um clube poderá comemorar. Para que seja o Friburguense, outros cinco times deverão ser superados. A novidade é a mudança no formato de disputa: a Seletiva será realizada em pontos corridos, com dois turnos.

Na primeira rodada, em 17 de janeiro, o Friburguense enfrenta, fora de casa, o Nova Iguaçu, campeão da Série B1 do Campeonato Carioca deste ano. O América enfrentará o vice-campeão da competição em casa, enquanto o duelo entre Americano e Cabofriense terá mando do time de Campos.

A rodada final acontece no dia 20 de fevereiro, quando o Frizão enfrenta o Sampaio Correa, vice-campeão da B1, fora de casa. O primeiro jogo no Eduardo Guinle será contra o Americano, numa quarta-feira, dia 20 de janeiro. Apenas o melhor classificado avança à disputa da Fase Principal.

Ao todos serão 16 datas ao todo na fase principal — duas a menos em relação a 2020. As mudanças forçadas no calendário para 2021 - pelo prazo de interrupção das competições - vão fazer com que o Estadual comece quatro dias depois do fim do Campeonato Brasileiro (termina dia 24 de fevereiro).

Divisões inferiores

A Série A2 2021 (Série B) será formada pelos cinco clubes que não conseguirem o acesso à fase de grupos da Série A, mais um rebaixado na classificação geral da série A, e os seis mais bem colocados da série B1 2020, que não irão conseguir o acesso para a seletiva.

A Série B1 será composta por 12 clubes no segundo semestre de 2021, sendo um rebaixado da Série A2 2021, os quatro clubes que irão “subir” da série B2 2020 (Série C), e os sete clubes restantes da Série B1 2020. Sendo assim, os quatro clubes que subirem na terceira divisão 2020 irão jogar a terceira divisão 2021.

Os dois rebaixados da Série B1 (Série B) 2020 irão jogar a Série B2 2021 (Série D), na prática caindo duas divisões do futebol carioca. A Série B2 2021 ainda contará com os nove clubes restantes da Série B2 2020, mais os dois clubes que conseguirem o acesso pela Série C 2021. A Série B2 em 2021 será disputada por 12 clubes, já em 2022 serão apenas 12 clubes, igualando com as demais divisões.

A tabela do Frizão

  • 16/jan - Sáb – 15h: Nova Iguaçu x Friburguense, Laranjão
  • 20/jan – Qua – 15h: Friburguense x Americano, Eduardo Guinle
  • 23/jan - Sáb – 15h: Cabofriense x Friburguense, Correão
  • 27/jan - Qua – 15h: Friburguense x America, Eduardo Guinle
  • 30/jan - Sáb – 15h: Friburguense x Sampaio Correa, Eduardo Guinle

*Returno

  • 03/fev - Qua – 15h: Friburguense x Nova Iguaçu, Eduardo Guinle
  • 06/fev - Sáb – 15h: Americano x Friburguense, a definir
  • 10/fev - Qua – 15h: Friburguense x Cabofriense, Eduardo Guinle
  • 17/fev - Qua – 15h: America x Friburguense, Giulite Coutinho
  • 20/fev - Sáb – 15h: Sampaio Correa x Friburguense, Lourival Gomes

LEIA MAIS

Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco não devem subir a serra este ano

Assessoria de Luiz Lima alega que uso dos espaços em Olaria e Conselheiro não foi liberado pelo município desde a gestão passada

Reunião do Conselho Arbitral definiu a cessão dos direitos para a emissora

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: futebol