Empresários pessimistas em relação aos negócios nos próximos 3 meses

Mas índice de adimplentes no mesmo período aumentou em relação à pesquisa anterior
segunda-feira, 20 de junho de 2022
por Jornal A Voz da Serra
Foto: Henrique Pinheiro
Foto: Henrique Pinheiro

Pesquisa realizada entre os últimos dias 1º e 6 pelo Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises (IFecRJ), da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio), com 292 empresários fluminenses apontou que a confiança na situação de seus negócios em relação aos próximos três meses caiu significativamente se comparada à sondagem anterior. Em maio esse índice era de 84,4%, enquanto que em junho 75% seguem confiantes. Apenas 17,1% acreditam que a situação permaneça igual, e 7,9% esperam que piore ou piore muito.

Porém, 33,9% dos entrevistados consideraram que a situação melhorou ou melhorou muito nos últimos três meses. Na pesquisa anterior, o número era de 29,7%. Os que acreditam que a situação está igual são 31,8%, contra 30,7% em maio. Já 34,2% acham que piorou ou piorou muito na nova pesquisa, enquanto no mês anterior foram 39,5%.

A expectativa na retomada econômica continua em queda. Para 63,7%, a demanda pelos serviços/bens de suas empresas para os próximos meses aumentará ou aumentará muito; em maio, eram 66,3%. O mesmo acontece com os que esperam que a situação se estabilizará: 26,7% em junho contra 24,5% em maio; e 9,6% esperam que diminuirá ou diminuirá muito a demanda por seus negócios. No mês passado, 9,1% tinham a mesma impressão de diminuição.

A demanda insuficiente é o principal fator que limita os negócios, segundo 44,6% dos entrevistados, seguido de 43,4% que disseram ser as restrições financeiras. O terceiro limitador apontado pelos empresários é a falta de mão de obra, com 13,1%.

Empregos

Em relação ao quadro de funcionários, 61,3% dos empresários disseram que o número se estabilizará nos próximos três meses, enquanto 24,7% afirmam que aumentará ou aumentará muito. Apenas 14% esperam diminuir ou diminuir muito o número de empregados em suas empresas. Nos últimos meses, 58,9% disseram que a situação se estabilizou, 31,2% afirmaram que diminuiu ou diminuiu muito a empregabilidade e 9,9% declararam que houve aumento ou muito aumento no quadro de funcionários.

De acordo com 89,4% dos empreendedores, os preços dos fornecedores aumentaram ou aumentaram muito em relação ao mês anterior. Apenas 2,4% dos consultados tiveram a impressão de queda. Sobre o abastecimento do estoque nos últimos três meses, 52,1% disseram que ficou igual ao planejado, enquanto 36,3% afirmaram que ficou abaixo do planejado. E 11,6% relataram que os estoques ficaram acima do planejado.

O índice de empresários adimplentes nos últimos três meses aumentou em relação à pesquisa anterior. Em junho, 51% não ficaram inadimplentes, contra 44,1% de maio. Já o número de inadimplente ou muito inadimplente apresentou uma ligeira queda de 32% (maio) para 31,5% (junho); 17,5% disseram ter ficado pouco inadimplente. A inadimplência com os bancos comerciais (36,2%) foi o principal motivo relatado pelos empresários, seguido de aluguel e tributos federais (ambos com 33,1%) e fornecedores (29,1%).  

 

LEIA MAIS

Em Brasília, industriais fluminenses apresentaram propostas de desenvolvimento a três pré-candidatos à presidência da República

Lei foi aprovada pela Alerj e sancionada pelo governador

Estado do Rio é considerado um dos berços da agroecologia e da agricultura orgânica no Brasil

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 77 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: negócios