Cônego tem mais casos de Covid que o Centro, revela painel

Conselheiro aparece em terceiro lugar em número de casos, seguido de Campo do Coelho, Braunes e Olaria
quinta-feira, 21 de maio de 2020
por Adriana Oliveira (aoliveira@avozdaserra.com.br)
A distribuição por bairros, segundo o painel da prefeitura (Reprodução da web)
A distribuição por bairros, segundo o painel da prefeitura (Reprodução da web)

A mais recente atualização do painel Covid-19 em Nova Friburgo, nesta quinta-feira, 21, mostra que o Cônego é o bairro com maior número de casos confirmados de coronavírus em Nova Friburgo: 17 do total dos 137 até agora, segundo a prefeitura.

Em segundo lugar, com 15 casos, aparece o Centro, à frente do distrito de Conselheiro Paulino, com dez casos.

Em quarto lugar no ranking do coronavírus está o distrito de Campo do Coelho, com sete casos confirmados. Em seguida, em quinto lugar, aparece o bairro das Braunes, com seis casos. Em sexto lugar, o populoso bairro de Olaria responde por seis casos.

Mais idosos e mulheres

O painel revela ainda que a maior parte dos infectados (29%) têm 60 anos ou mais. Em seguida aparecem o grupo dos que têm entre 40 e 49 anos (25%) e o grupos dos que têm entre 30 e 39 anos (20%). O que têm entre 20 e 59 anos são 17% do total e os jovens de 20 a 29 são a minoria: 7%.

Em Nova Friburgo, mulheres superam os homens em quantidade de infectados (53,3% a 46,7%).

O mais recente boletim, de quarta-feira, 20, revelou que, em  24 horas, foram confirmados mais sete casos de coronavírus na cidade, totalizando 137 pessoas com a doença. Entre eles já são 52 profissionais de saúde infectados, sendo que um morreu. Os óbitos, incluindo esse profissional, continuam em 13. Há 50 casos suspeitos da doença, sendo 23 pessoas com sintomas em isolamento domiciliar, 21 hospitalizadas e seis óbitos também aguardando o resultando de exames.

O número de casos descartados também não para de crescer: são 222 agora, segundo a prefeitura. Os recuperados permanecem em 46.

Acentuação em abril

A evolução da pandemia da Covid-19 no município teve uma acentuação a partir de abril: no dia 3 daquele mês era apenas um caso confirmado. Até pelo menos a próxima segunda-feira, 25, seguem valendo as medidas de isolamento social e fechamento parcial do comércio e da indústria determinadas por decreto municipal para conter o avanço do coronavírus. 

Em todo o Estado do Rio, os casos confirmados de coronavírus já passaram de 30 mil, com mais de três mil óbitos. Há mais de mil óbitos em investigação e 225 foram descartados. Até o momento, entre os casos confirmados, mais de 25 mil pacientes se recuperaram da doença.

A plataforma digital da prefeitura  disponibiliza todas as informações sobre o cenário epidemiológico relacionado aos casos de coronavírus no município. A novidade é resultado de uma parceria entre as secretarias de Saúde, Ciência e Tecnologia,  a Subsecretaria de Comunicação Social  e a agência de publicidade DTO. Atualizado sempre às quintas-feiras, o painel  está disponível para toda a população através deste link.

LEIA MAIS

Oração para pedir força para o enfrentamento da pandemia começará às 12h30

São R$ 15,9 bilhões dos cofres da União para servir de garantia a empréstimos

Confirmação foi feita em live na última segunda-feira. Previsão de entrega dos kits é em junho

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra