AFFM e Unidos da Saudade promovem projeto de Futebol de Mesa

Milhares de botões foram doados apenas no primeiro final de semana de atividades
sexta-feira, 02 de julho de 2021
por Vinicius Gastin
 Mesas para os projetos da Saudade e Granja Spinelli: tradicional modalidade passada à frente
Mesas para os projetos da Saudade e Granja Spinelli: tradicional modalidade passada à frente

O esporte sempre é um caminho para a inclusão social, promoção da saúde, disciplina, boa convivência, dentre tantos outros benefícios. Quando combinado às boas intenções, pode ser um importante instrumento de transformação para a sociedade. Em Nova Friburgo, diversos projetos, das mais variadas modalidades, assumem esse compromisso de contribuir para a formação de crianças e jovens. Mais um começou a participar deste contexto na última semana.

Resgatando e perpetuando uma antiga tradição, o futebol de mesa, a AFFM Friburguense fechou parceria com a escola de samba Unidos da Saudade e passou a oferecer, sempre aos sábados, a partir das 10h, aulas da modalidade gratuitas para jovens e crianças na quadra da escola, no bairro Ypu. A quantidade de alunos é limitada, devido aos protocolos de segurança adotados para conter a pandemia da Covid-19.

Apenas para o primeiro fim de semana foram encaminhadas 18 mesas de futsal e 1.250 botões, não só ao projeto desenvolvido na agremiação carnavalesca, como também para atividades na comunidade da Granja Spinelli.

“A atual diretoria não pensa em resgatar nossa agremiação só enquanto escola de samba, mas também como multiplicadora de resgate em prol da nossa comunidade. Por isso, estamos dando início a este projeto maravilhoso em nossa quadra, lembrando sempre que estaremos tomando todas medidas de segurança. Gostaríamos de agradecer ao amigo Fernando Cruz, que estará levando mais do que o aprendizado de um novo esporte para crianças da nossa comunidade. Vai levar esperança em dias tão difíceis”, diz publicação no perfil oficial da Unidos da Saudade.

Principal entusiasta do projeto, o presidente da Associação Friburguense de Futebol de Mesa (AFFM), Fernando Cruz, agradeceu aos parceiros e ao presidente da escola, Kassius Sampaio, e descreveu o momento como um passo importante para a equipe.

“A Associação Friburguense de Futebol de Mesa agradece a confiança em nosso projeto. Vamos tentar escrever mais uma pequena história na tradicional escola de samba Unidos da Saudade”, destacou Kassius.

Tradicional e vitoriosa há décadas, a AFFM/Friburguense surgiu através de apaixonados pelo esporte, a exemplo de Fernando Caruso, Aladir Romão, Gustavo Valadares, Antônio Paulo Batista e Jairo Leão. Ainda no início, os jogos tinham lugar na casa de Antônio, na Rua Nossa Senhora de Fátima. Pouco tempo depois, Gustavo Valladares negociou com o sogro um espaço na Rua Sete de Setembro, Centro, onde a associação permaneceu por uma década.

A perda da antiga sede trouxe consequências, e muitas foram positivas para a divulgação e disseminação da modalidade por todo o município. As mesas espalhadas pelos mais diversos cantos de Nova Friburgo — desde o barracão do bloco Bola Branca, Sesi, Sesc, até um espaço a céu aberto na Avenida Julio Antônio Thurler, em Olaria — atraíam fãs. Uma espécie de corrente foi formada e a "novidade” se espalhou pelos mais variados cantos de Nova Friburgo.

A história da Associação Friburguense de Futebol de Mesa pode ser dividida em antes e depois da gestão de Fernando Cruz. A paixão pelo esporte foi capaz de mobilizar pessoas e transformar antigos sonhos em realidade. O advogado vendeu dois carros, uma sala comercial e contraiu uma dívida considerável para ser quitada em cinco anos. Foi desta forma que o advogado conseguiu comprar a cobertura de um prédio situado na Rua Prefeito Eugênio Müller 222, Centro.

A participação é gratuita e desde 2010 — quando chegou a ter 600 associados — não é necessário efetuar qualquer tipo de cadastro (exceto quando o atleta é federado), tampouco ser habilidoso; basta estar disposto a participar desta modalidade esportiva que resiste ao tempo.

Muitos talentos ali foram formados, e a associação tornou-se vitoriosa em níveis estadual, nacional e internacional. Mesmo em meio a pandemia, a equipe treina com os devidos cuidados sanitários e aguarda pela competições. Em novembro do ano passado, jogou um torneio amistoso com clubes como São Paulo, Vasco, Círculo Militar de São Paulo, Fênix-PR e Cisplatina (anfitrião).

A equipe é basicamente a mesma de 2020, ainda com o desfalque de Christofer Barres, que se recupera de grave acidente sofrido em julho do ano passado. Há a expectativa de voltar a disputar, o quanto antes, as competições estaduais, individuais e equipes nas modalidades 12 toques e Pastilha. Para este ano estavam programados os torneios nacionais da 12 toques (Copa do Brasil, Brasileiro de Clubes e Individual), além do Sul-Americano, que será disputado no Chile.

 

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: