Vinhos de primavera: as cores e os sabores da meia-estação

sexta-feira, 23 de outubro de 2020
por Jornal A Voz da Serra
Vinhos de primavera: as cores e os sabores da meia-estação

Num país de tintos, é comum os enófilos terem dúvidas sobre o que beber na primavera. Até porque o tempo anda meio maluco mesmo. Ora faz frio, ora calor e em certas ocasiões a temperatura está agradável. Ou seja, às vezes aquele tinto mega encorpado acaba não descendo bem ou deixando de combinar com aquele prato leve, que é a cara da meia-estação.

Ainda que hoje exista um certo preconceito quanto a brancos e rosés. Mas, deixe essa ideia de lado e descubra como desfrutar de um belo dia de sol ao lado de um desses exemplares. 

Renda-se aos vinhos rosés

Com a primavera, logo vem à mente uma taça de rosé bem geladinho. O tom combina com os das mais lindas flores, como o pink, o salmão, o cor-de-rosa… não importa! O que vale mesmo é que fica perfeito com a estação e receitas leves e alegres, à base de frutos do mar, aves e legumes. As opções de rosados são inúmeras: malbecs argentinos, provence, Vale do Loire, espanhóis e até exemplares brasileiríssimos. Escolha o seu favorito e curta em boa companhia.

Invista no espumante e faça de cada dia uma celebração

Flores, cores, borboletas e natureza exuberante! A primavera traz motivos de sobra para brindar à vida. Sendo assim, que tal curtir os dias em grande estilo, com deliciosas borbulhas? O espumante não deve ser apenas para as comemorações, na primavera e no verão, sem dúvida é um dos vinhos mais consumidos. Nós, brasileiros, dispomos de alguns dos melhores exemplares do mundo quando se trata de efervescência, como o Miolo, Casa Valduga e Cave Geisse.

Desfrute um bom vinho branco

Os brancos também combinam muito com a meia-estação. Costumam ser frescos, leves e aromáticos. Simplesmente tudo a ver com o nosso clima tropical. Porém, apreciar um bom vinho branco exige um serviço correto. Taças ovaladas ajudam a bebida a liberar seus aromas e a temperatura certa é super importante para que ele mostre todo o seu frescor.

Tintos, por que não?

Se você é um amante de tintos, não precisa abrir mão dele. Apenas procure optar por rótulos mais leves, como Merlot, Pinot Noir e Carmenére. São vinhos mais macios e fáceis de beber, sem pesar ou esquentar num dia mais ameno.

Temperatura correta é fundamental

Essa é uma dica para qualquer época do ano, porém, mais ainda na primavera e no verão. Ao servir o vinho na temperatura correta, as chances de que o mesmo dê tudo de si são ainda maiores. Os aromas são mais fragrantes e a apreciação se torna ainda mais agradável e satisfatória.

Por exemplo, em se tratando de um tinto, não dê ouvidos àqueles que afirmam que o ideal é “servir na temperatura ambiente”. Em um clima como o nosso, no qual as temperaturas chegam facilmente aos 30º, o resultado poderá ser, no mínimo, desastroso.

Confira as temperaturas ideais para cada estilo de vinho

  • Espumantes e champanhes secos e doces : de 6° a 8°C

  • Brancos leves: de 6° a 8°C

  • Brancos de médio corpo: de 9° a 11°C

  • Brancos encorpados e licorosos: de 10° a 12°C

  • Roses: de 6° a 8°C

  • Tintos leves: de 10° a 12°C

  • Tintos de médio corpo: de 14° a 15°C

  • Tintos encorpados e envelhecidos: de 17° a 18°C

(Fonte: Vila Vinífera)

 

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: