Um sábado de muita música em São Pedro da Serra

“É como se a gente tivesse trocando uma ideia no dia a dia”, diz Jhasmyna que se apresenta com Gui Fleming e Agatha. No evento serão lançados os álbuns dos três cantores
sábado, 18 de janeiro de 2020
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
A cantora e compositora Jhasmyna
A cantora e compositora Jhasmyna

A suave melodia e o encanto das letras das músicas de Jhasmyna vão transbordar no distrito de São Pedro da Serra, neste sábado, 18. Junto com a cantora, que se apresenta no Armazém Andar de Cima (Rua Rodrigues Alves, no Centro), a partir das 19h, a noite ainda reserva os shows de Gui Fleming e Agatha. Os três artistas sobem ao palco para lançar seus álbuns. Jhasmyna assina o álbum que leva o seu nome; Agatha se apresenta cantando as músicas do álbum “Do Lado de Lá” e Gui Fleming com “Bom Maldito”, todos com produção de Rodrigo Garcia e lançados pelo selo Porangareté e apoio da LabSonica/Oi Futuro.

No ano passado os três artistas se apresentaram no Rio de Janeiro e agora em São Pedro da Serra, os shows terão vários talentos da Região Serrana. “Dessa vez o nosso show será com uma banda da região. O repertório será basicamente dos três discos com uma surpresinha no final: geralmente uns covers que a gente gosta de fazer, de artistas que a gente admira”, revelou Jhasmyna.

A apresentação também contará com participações especiais,como explica a cantora, que mora no distrito vizinho de Lumiar. “Eu faço uma participação especial no show do Gui cantando uma música que gravei para o álbum dele chamada “Carapuça”. A música é composta por ele e eu gosto bastante. Aliás, o Gui é um compositor que tem minha admiração. A Agatha é uma grande amiga e sempre que a gente se apresenta juntas é maravilhoso, gostoso demais. É como se tivéssemos trocando uma ideia no dia a dia. O nosso entrosamento é muito bom, a gente consegue se entender”, diz.

Ainda segundo Jhasmyna, o retorno do trabalho tem sido bem satisfatório. Quem viu e ouviu, gostou. “O público que viu a nossa apresentação em 2019 gostou muito, as respostas foram muito boas. Muitas pessoas falaram que se sentiram bem ao ouvir as músicas, como se elas se sentissem abraçadas pela minha música. É muito gratificante de ler e ouvir essas mensagens e imagino que seja isso que o público de São Pedro da Serra pode esperar do nosso show”, completa.

A assinatura do álbum da cantora veio após dois anos de produção e, para a cantora, atingiu o resultado esperado. “O álbum está do jeito que eu queria. O Rodrigo Garcia produziu os três discos e nós tivemos uma troca de ideias muito legal. Ele sempre ouviu as sugestões, o diálogo do que colocar do que tirar surtiu muito efeito e foi maravilhoso. Foi um trabalho de produção que durou quase dois anos, valeu a pena”, garante Jhasmyna. 

 

Foto da galeria
Aghata e Gui Fleming
Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: