Tem produtos do Sítio Meliponário Doce Manhã na Feirinha do Cônego

Um deles é o geoprópolis, no qual as abelhas misturam argila e seiva
sábado, 22 de maio de 2021
por Ana Borges (ana.borges@avozdaserra.com.br)
Tem produtos do Sítio Meliponário Doce Manhã na Feirinha do Cônego

A empresária Eliane Orsine do Prado Queiroz, proprietária do sítio Meliponário Doce Manhã, foi se interessando pela apicultura à medida que ia aprendendo e descobrindo a importância da polinização, o papel das abelhas e o valor do mel como alimento. Até que resolveu se dedicar à atividade como apicultora, visando a “melhoria da nossa qualidade de vida, de saúde e a produção de alimentos”. 

Decidida a investir na carreira, em 2018 vendeu uma pousada localizada nas proximidades da cachoeira do Poço Feio e comprou um sítio. Com a ajuda de amigos, começou a cultura e criação de abelhas sem ferrão na nova propriedade, onde mantém cerca de 40 colmeias. 

Nesses três anos de trabalho intenso, Eliane expandiu as atividades no sítio e se voltou para a produção de geoprópolis — uma mistura de argila e seiva produzida pelas abelhas. Vale destacar que a Meliponicultura, como é chamada a criação racional de abelhas nativas sem ferrão, vem ganhando cada vez mais adeptos.

“Esse produto é um santo remédio, com vários benefícios para a saúde, principalmente para o sistema respiratório. Ele possui um alto poder cicatrizante, aumenta a imunidade e seu mel tem 40% menos açúcares. Portanto, seu teor medicinal é significativo”, explicou Eliane, que tem abelhas Jataí, Mandaçaia, Uruçu e Tubuna, suas preferidas, que, “ao contrário das abelhas ‘africanas’, são delicadas e me encantam”, destacou. 

Eliana também produz cogumelos shiitakes com o chamado alho negro. “Além do shiitake, faço azeite com alho negro, manteiga, ricota, e ainda vinagre de maçã. Dessa forma, uni o útil ao agradável da vida rural. E nas manhãs de sábado participo da Feirinha do Cônego”, avisa. 

Quem estiver interessado nos produtos do Meliponário da Eliane, também pode fazer contato pelo Instagram meliponário_doce_manhã e no whatsapp 22_99989_4684. O sítio fica na Estrada João Heringer, Alto da Ponte Branca.

 

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: