Pandemia dificulta transmissão de dados meteorológicos em Friburgo

“Logo que possível enviaremos nossa equipe de manutenção para corrigir o problema, no momento sem uma data definida”, informou o Inmet
segunda-feira, 24 de maio de 2021
por Jornal A Voz da Serra
(Foto: Thiago Lima)
(Foto: Thiago Lima)

Desde 5 de maio de 2021, a Estação Meteorológica A624 do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), instalada em Nova Friburgo, na região de Salinas, no distrito de Campo do Coelho, vem apresentando falhas na transmissão online de dados meteorológicos. Instalada em 2010 pelo Inmet, a 1.065 metros acima do nível do mar, em Salinas, no Parque Estadual dos Três Picos, a estação automática se tornou a principal fonte de consultas sobre os eventos climáticos ocorridos em Nova Friburgo. 

Nos meses de inverno, a estação torna-se ainda mais importante, pois a região de Salinas se destaca turisticamente pelas baixas temperaturas. No dia 8 de agosto de 2014, a estação registrou -1,1ºC, a menor temperatura oficialmente registrada na história recente do município. Em agosto de 2020, a cidade se destacou por ser mais fria que Ushuaia-Argentina e Alasca-EUA, graças ao registro feito pela estação. 

Sem acesso, os meios de comunicação da região não divulgam as temperaturas oficiais da cidade. Em nota, o Inmet informou que: “Devido à pandemia de Covid-19, suspendemos as atividades de manutenção, logo que possível enviaremos nossa equipe de manutenção para corrigir o problema, no momento sem uma data definida. Se o problema for apenas de comunicação (transmissor de dados) podemos recuperar os dados que ficam armazenados por até um ano no Datalog. Para isso, teremos que deslocar uma equipe de manutenção para o local ”, afirmou o Inmet.

 

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: