O pior dos surtos de gripe e Covid chega a Friburgo na semana que vem

Governador adia visita, Uerj suspende aulas presenciais e Vilage no Samba cancela ensaio deste domingo
sexta-feira, 14 de janeiro de 2022
por Wanderson Nogueira
O pior dos surtos de gripe e Covid chega a Friburgo na semana que vem

A projeção é de que na semana que vem o surto de gripe e Covid-19 inicie seu ápice no Estado do Rio de Janeiro e esse efeito já é sentido em Nova Friburgo, diz Wanderson Nogueira em sua coluna "Observatório" (acesse aqui). Ao mesmo passo, evidencia-se que o número de internações segue quase que zerado entre as pessoas que estão em dia com a vacina. Já para quem não tomou a vacina a história é outra. Há complicações e consequentemente internações.

Priorização de testes
Como projetávamos na semana passada, a procura por testes de farmácia para saber se está com Covid ou gripe H2N3 levou a uma escassez no mercado friburguense. A dificuldade só aumenta, porque a procura também é maior nas demais cidades fluminenses. O mesmo ocorre com os laboratórios. Ciente disso, a Abramed (Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica) recomendou que os laboratórios particulares priorizem o uso dos testes RT-PCR e de antígeno para diagnosticar Covid-19 em pessoas com sintomas mais graves e evitem utilização em assintomáticas ou com sinais leves.

Possível falta de insumos
A preocupação se dá pela possível falta de insumos. Países em que a nova onda chegou antes já estão sem insumos. A associação projeta já ser quase certo que esse problema chegará ao Brasil. No entanto, é cautelosa ao dizer que não é possível mensurar neste momento até quando se poderá atender, pois os estoques são variados, dependendo do laboratório e da região. “O risco de desabastecimento é real”, alerta o presidente do Conselho de Administração da Abramed, Wilson Shcolnik, em documento divulgado pela assessoria de imprensa da associação.

Retorno adiado
A Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) está com as atividades presenciais não essenciais suspensas, pelo menos, até o próximo dia 31. A medida vale também para o campus de Nova Friburgo. A decisão foi baseada em nota técnica divulgada pela Pró-reitoria de Saúde da Uerj, em função do aumento da infecção por Covid-19 nas últimas semanas, resultante da circulação da variante Ômicron, assim como pela epidemia da H3N2.

Aulas híbridas mantidas
Por enquanto, a partir de 1º de fevereiro, ficam autorizadas as atividades presenciais, seguindo os devidos protocolos sanitários. O início do período relativo ao semestre passado está mantido para o dia 2, com aulas em modelo híbrido. No entanto, a depender da evolução do número de casos, o retorno pode ser adiado, o que internamente já é tido como bastante provável. Sem querer se antecipar, a fórmula é acompanhar e esperar ao máximo para a tomada das novas decisões.

Passaporte de vacina
Enquanto em Nova Friburgo, diferente da capital fluminense e de outros municípios, se passa batido pelo tema “passaporte de vacina”, alguns países têm adotado as mais variadas táticas para incentivar a vacinação. Quebec, no Canadá, não só passou a exigir vacinação para comprar maconha e álcool (aumentou em 400% em uma semana a procura pela 1ª dose), como pretende criar o “imposto de saúde” para os moradores que não estiverem vacinados.

Imposto para não vacinados
A justificativa é de que apenas 12,8% dos moradores não são vacinados, mas eles representam metade de todos os casos hospitalares. O polêmico imposto, no entanto, não seria novidade. Na Grécia, pessoas com mais de 60 anos terão que pagar uma multa de 100 euros por cada mês em que permanecerem não vacinados. Em Cingapura, pacientes com Covid que não estiverem vacinados são obrigados a pagarem suas próprias contas médicas no sistema público.

Precisa desenhar?
Entre os tantos desenhos feitos para explicar sobre vacina, algumas frases se mostram bastante criativas para serem didáticas. Particularmente, gosto das comparações com o trânsito. Assim, diria que a vacina é como autoescola: ela te ensina a dirigir, mas não garante que você não sofra um acidente. No entanto, se aprendeu direitinho e respeita as leis de trânsito, um suposto acidente não te dará maiores gravidades. Quem não tirou carteira de habilitação, não tomou a vacina, se coloca em risco e a todos os outros que estão no trânsito.      

Ensaios suspensos
Ainda no ritmo da Covid-19, a Vilage no Samba decidiu cancelar os ensaios gerais deste domingo, 16. A atual campeã do carnaval, através de sua diretoria, tomou a decisão em reunião na noite da última quarta-feira, 12, avaliando que é prudente o cancelamento até que a curva de casos caia. É, portanto, uma medida preventiva. Como o carnaval foi adiado para maio, a interrupção dos ensaios não causará maiores prejuízos, avalia a direção da verde e branco. O retorno será feito assim que houver queda nos casos.   

Samba da Saudade
A Unidos da Saudade manteve para este domingo, 16, o aguardado momento em que revelará o seu samba para o carnaval deste ano. Será na quadra da escola, com entrada franca, a partir das 16h. Na ocasião, a roxo e branco apresentará a gravação oficial, o clipe audiovisual e a versão original. Promete ainda um show completo. Com o lançamento, o público terá todos os sambas das escolas friburguenses para a folia adiada para maio.

Eventos mantidos
Antes do lançamento do seu samba-enredo, a Unidos da Saudade recebe em sua quadra, hoje, 14, às 20h, a edição do evento Samba de Verão com o grupo Caju pra Baixo como atração principal. Completam as atrações o DJ Kokadah, Pagode do Herdy e Lindão. A Imperatriz de Olaria comunicou em suas redes sociais que, por enquanto, seguirá com seus ensaios, mas aumentará as medidas sanitárias para proteção do público. A escola também está intensificando as campanhas de conscientização para a vacina. 

Visita adiada
O Governador do Estado do Rio, Cláudio Castro, adiou para data ainda não estipulada, a visita que faria a Nova Friburgo na próxima terça-feira, 18. O encontro da Secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico promoveria um fórum para tratar as vocações regionais. O motivo do cancelamento se deu por conta do aumento no número de casos de gripe e Covid-19 no Estado. Nova data será estabelecida, assim que a curva baixar. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 77 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: