A importância da figura paterna para o desenvolvimento infantil

Presença sempre ativa e constante do pai nessa relação pode ajudar as crianças a se sentirem seguras
sábado, 07 de agosto de 2021
por Jornal A Voz da Serra
(Foto: Pexels/Pixabay)
(Foto: Pexels/Pixabay)

A importância da figura paterna para o desenvolvimento infantil vai além do que costumamos imaginar. Por exemplo, o próprio pai tem benefícios com a paternidade. Segundo pesquisa feita pela academia americana de ciências National Academy of Sciences, homens que se tornam pais tendem a ficar menos agressivos e mais sensíveis. Já para a criança, a participação ativa dos pais (ou o substituto dele) é essencial para seu desenvolvimento cognitivo e socioemocional.

Mas isso não significa que as mães não exerçam esse papel também. Normalmente mães e pais têm estilos distintos de comunicação e interação, além de papéis diferentes na educação dos filhos. A mãe vivencia uma união com o bebê logo nos primeiros meses de vida. Seus cuidados fazem com que a criança sinta-se o centro das atenções. Com isso, a relação entre bebê e mãe se torna mais próxima.

Com o passar dos dias, meses e anos, a figura paterna torna-se igualmente importante para a criança. A presença sempre ativa e constante do pai nessa relação pode ajudar as crianças a se sentirem seguras ao expandirem suas experiências pelo mundo. É comum que o pai desafie a criança a ultrapassar seus limites quando estimula que ela balance mais alto, por exemplo. Ou que ensine sobre justiça e direito quando fala sobre regras, enquanto a mãe fala sobre empatia e relações interpessoais.

A ausência do pai pode gerar insegurança ou até agressividade para a criança. Na escola, por exemplo, isso pode se refletir através da dificuldade de concentração e baixo rendimento escolar. No entanto, isso não é uma regra ou algo que não possa ser restaurado. A ausência do pai não necessariamente representa a ausência da representação da figura paterna, ou do masculino. 

Além das tarefas do dia a dia, outra importante forma de criar ou aumentar o vínculo entre as crianças e os pais é por meio das brincadeiras. Como jogos de tabuleiro, cinco marias, guerra de dedos, pedra, papel ou tesoura… São brincadeiras simples que já tornam a relação entre pai e filhos muito mais próxima. 

(Com informações do blog Leiturinha)

 

LEIA MAIS

Confira a entrevista com o técnico de informática Andelvan Passos, pai de Haniel e de João, sobre como a paternidade mudou a sua vida

Entre os que comemoram a data, o presente mais escolhido são as roupas, com 44% das respostas, seguido por perfumes, 41%

Milhões de estudantes brasileiros não têm o nome do pai

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra