Friburguenses pedem a volta de trailer da Polícia Militar na Praça

Presença ostensiva de agentes de segurança ajuda a inibir atos ilícitos
quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
O trailer que existia na Praça Getúlio Vargas (Foto: Guilherme Alt)
O trailer que existia na Praça Getúlio Vargas (Foto: Guilherme Alt)

 

No final do mês passado, A VOZ DA SERRA publicou uma reportagem mostrando a preocupação dos friburguenses com a Praça Getúlio Vargas e a sensação de insegurança em um dos principais cartões postais do município. Um feirante sugeriu que o espaço público fosse mais fiscalizado, pois, além da presença de pessoas em situação de vulnerabilidade social que costumam ocupar as imediações do coreto, causando rotineiras confusões, como brigas e consumo de bebidas alcóolicas, é preciso também ficar atento ao comportamento do próprio friburguense.

A ocupação da praça pelos jovens, principalmente nas noites de sextas-feiras tem sido outro alvo das reclamações. Barulho, menores consumindo bebidas alcoólicas e venda de drogas são os principais relatos de quem mora, trabalha ou passa pelo entorno da praça e já flagrou até bailes em plena via pública ao som de potentes equipamentos de veículos que são estacionados nas imediações do antigo fórum.

Os comentários nas redes sociais evidenciam o tamanho do problema. “Todo fiml de semana o caos se instala nas ruas da cidade (Praça Getúlio Vargas e adjacências, principalmente), passando a imagem de que nossa cidade é uma terra sem lei. Enfrentamos problemas de carros com som alto, motos barulhentas. São centenas de pessoas (a maioria adolescentes, muitos novinhos) portando garrafas de bebida (possivelmente também entorpecentes), gritando, brigando, enfim, desrespeitando a ordem pública”, relata um leitor do jornal que enviou mensagem à nossa redação. 

Outro comentário cita uma briga generalizada ocorrida na praça. “Essa noite, por exemplo (sexta-feira, 29 de janeiro), por volta das 23h, aconteceu um confronto de gangues. Jovens exibindo armas uns para os outros, tomaram a Rua Farinha Filho e proximidades. Infelizmente meu celular estava desligado e só peguei o final da confusão. As ruas do centro da cidade, principalmente a Praça Getúlio Vargas e entorno, vira terra de ninguém nos fins de semana a noite”, relatou outro leitor.

Presença de autoridades ajuda a coibir consumo e venda de drogas

Por diversas vezes nos últimos dias, A VOZ DA SERRA flagrou a presença da Guarda Municipal na Estação Livre (antiga rodoviária urbana). A presença dos agentes durante o dia coibiu o que muitos leitores afirmaram acontecer em plena luz do dia na Praça Getúlio Vargas: o consumo e a venda de drogas. Na última semana, equipes de patrulhamento do 11ºBPM, em ronda nos arredores da Praça Getúlio Vargas, realizaram revista em dezenas de pessoas. Não há informações até o momento sobre o balanço dessa fiscalização.

O trailer itinerante da PM que já foi instalado no Alto de Olaria e também no condomínio Terra Nova, ficou algum tempo na Praça Getúlio Vargas, em 2017. Elogiado por muitos friburguenses, o policiamento com oficiais baseados no trailer, segundo eles, trouxe tranquilidade e segurança. O objetivo do trailer é auxiliar a segurança em eventos de grande porte, como nas comemorações de 200 anos da cidade, quando ficou instalado no local de realização dos shows, em Conquista. Alguns leitores acreditam que a volta do trailer à Praça Getúlio Vargas vá inibir atos ilícitos naquele espaço trazendo de volta a segurnaça a moradores e turistas. 

 

LEIA MAIS

Homicídio doloso registrou o menor valor para o mês desde 1991

Segundo o ISP, Friburgo registrou um caso de estupro em janeiro

Em comparação com janeiro do ano passado, no estado, índice de crimes violentos aumentou

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: Segurança