Empresários defendem projetos de incentivo à indústria do Centro-Norte

Em reunião com deputado federal Altineu Côrtes, líderes empresariais pediram a redução da carga tributária e investimentos em infraestrutura
segunda-feira, 06 de setembro de 2021
por Jornal A Voz da Serra
O deputado federal Altineu Cortes (ao microfone) ouviu as reivindicações dos empresários da região e prometeu apelar junto ao governo do Estado por mais investimentos (Divulgação Firjan)
O deputado federal Altineu Cortes (ao microfone) ouviu as reivindicações dos empresários da região e prometeu apelar junto ao governo do Estado por mais investimentos (Divulgação Firjan)

Líderes empresariais ligados à Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) e de diversos setores econômicos da região Centro-Norte fluminense, entre eles Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e Associação Comercial Industrial e Agrícola de Nova Friburgo (Acianf), se reuniram na última sexta-feira, 3, no auditório da CDL, em Nova Friburgo, com o deputado federal Altineu Côrtes e o prefeito de Macuco, Bruno Boaretto. O encontro serviu para apresentar empecilhos  que vem prejudicando o desenvolvimento econômico da região e discutir projetos e ações para melhoria dessas questões, com a redução do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

A pesada carga tributária tira o poder de competitividade das indústrias fluminenses, principalmente, em relação aos estados que apresentam políticas fiscais de desoneração do setor produtivo, explicou a presidente da representação regional da Firjan no Centro-Norte, Márcia Carestiato Sancho. Segundo ela, a redução do ICMS através de uma reforma tributária estadual poderia contribuir diretamente para a recuperação do potencial econômico fluminense.

“Os seguidos aumentos da energia elétrica, setor prejudicado ainda mais pela crise hídrica, o alto valor da matéria-prima e os constantes reajustes nos preços dos combustíveis são apenas alguns exemplos de como as empresas e pessoas são impactadas. E não basta apenas repassar esse custo para o consumidor, precisamos de projetos sólidos que recuperem o potencial das empresas dos diversos setores econômicos da região”, explicou a empresária. A redução dos impostos já havia sido apresentada ao governador Cláudio Castro durante visita à região em janeiro deste ano, que afirmou ser uma prioridade do governo.

Para o deputado federal Altineu Côrtes, o desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro passa pelas cidades do interior. “Vamos preparar projetos com embasamento para mostrar ao governador que é possível reduzir a carga de impostos de diversos setores e contribuir para o crescimento do estado também pelo interior”, afirmou. O político ainda lembrou da infraestrutura necessária para que as cidades possam se desenvolver: “Ninguém investe em um bairro onde não tem saneamento, não tem água... Nenhuma empresa se instalará num local assim”, observou.

O empresário do setor lácteo, Antônio Carlos Celles Cordeiro, destacou o trabalho do Conselho Empresarial de Agronegócio, Alimentos e Bebidas da Firjan e defendeu projetos que possam alavancar as principais cadeias agroindustriais do Rio de Janeiro, com o de lácteos, carnes, café, sucroalcooleiro, pescados, hortifrutigranjeiros, dentre outros. “Apesar de possuir uma das principais economias e ser o segundo maior polo consumidor do país, o Rio de Janeiro está longe de ser um grande produtor de alimentos. Tivemos uma vitória importante com o fim da substituição tributária para alguns segmentos de alimentos e bebidas e acreditamos que essa é uma medida que pode ser replicada para outros setores”, disse.

Outras demandas 

Durante o encontro, os empresários da região pediram atenção ao deputado às questões de segurança, infraestrutura, mobilidade e logística, como as reformas nas rodovias RJ-116 e RJ-130, já anunciada pelo governo do Rio, além da ampliação de projetos de educação para capacitação profissional, como para o setor de vestuário, por exemplo.

 

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: