Covid-19: Friburgo chega a 514 mortes

Taxa média de ocupação nos leitos de UTI destinados exclusivamente ao tratamento de pacientes infectados nos hospitais locais é de 82%
segunda-feira, 03 de maio de 2021
por Thiago Lima (thiago@avozdaserra.com.br)
(Foto: Henrique Pinheiro)
(Foto: Henrique Pinheiro)

Abril foi o mês mais letal da pandemia em Nova Friburgo até o momento, com 138 mortes. Infelizmente, de acordo com o Boletim Coronavírus divulgado pela Prefeitura de Nova Friburgo na noite desta segunda-feira, 3, o município registra, ao todo, 514 mortes pela doença, 15 a mais desde o último boletim divulgado na última sexta-feira, 30 de abril. Subiu para 15.873 o número total de casos confirmados da doença no município - do total de infectados, 722 são profissionais de saúde, com cinco óbitos confirmados entre a classe. 

Nova Friburgo contabiliza ainda outros 65 pacientes com suspeita da doença. Destes, quatro estão em casa aguardando resultados dos exames, 54 estão internados e ainda há sete óbitos em investigação. A prefeitura também informou o registro de 7.777 pacientes recuperados e 13.566 casos descartados. Ainda de acordo com o boletim, ao todo, 29.504 testes de Covid-19 foram realizados no município até agora, sendo que 53,79% testaram positivo.

Ocupação de leitos 

Ainda de acordo com o boletim divulgado pela prefeitura, a taxa média de ocupação nos leitos de UTI destinados exclusivamente ao tratamento de pacientes com Covid-19 nesta segunda-feira, nos hospitais locais, foi de 82%: (Raul Sertã: 100%); (Unimed: 100%); (São Lucas: 90%); e (Serrano: 20%). Do total de 50 leitos, 41 estavam ocupados. Já nos leitos de enfermaria, a taxa de ocupação foi de 86,90%: (Raul Sertã: 93,80%); (Unimed: 100%); (São Lucas: 65%); (Serrano: 41,70%). Do total de 137 leitos, 119 estavam ocupados.

 

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: