Com 10 prisões somente em julho, Deam de Friburgo é líder no estado

“Apesar da pandemia, procuramos nos aproximar das mulheres vítimas de violência”, destacou a delegada Carla Ferrão
terça-feira, 25 de agosto de 2020
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
A delegada Carla Ferrão, da Deam-NF (Foto: Henrique Pinheiro)
A delegada Carla Ferrão, da Deam-NF (Foto: Henrique Pinheiro)

A Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher de Nova Friburgo (Deam) ocupa o primeiro lugar no ranking das delegacias distritais ou especializadas do Estado do Rio de Janeiro, na categoria de até 200 RO’s (registros de ocorrências) por mês. Este ranking é relativo ao mês de julho. A delegada Carla Ferrão, titular da unidade friburguense, destacou que somente no mês passado os agentes realizaram dez prisões. Por conta de um aumento da subnotificação foi preciso repensar as estratégias para trazer mais segurança às vítimas e dar uma resposta rápida às denúncias.

“Desde que assumi a Deam, me preocupei em fazer um trabalho diferenciado, mais atuante. Por conta da pandemia a gente lida com a subnotificação que infelizmente é um problema natural em casos de violência doméstica. Eu pensei em uma forma de dar amparo e proteger essas vítimas. Traçamos protocolos junto a equipe para dar uma resposta, por conta da queda dessas denúncias”, informou Carla.

A grande preocupação, segundo a policial era mostrar que apesar do distanciamento social provocado pela pandemia, as vítimas tinham total apoio da Deam. “Em contrapartida ao isolamento social, procuramos nos aproximar dessas mulheres. Quando somos notificados de algum fato, imediatamente tem uma equipe de prontidão para verificar a denúncia e temos obtido muito êxito, conseguindo, inclusive, prender o agressor em flagrante. Nossa produtividade está refletida nesse desempenho”, destacou a delegada. Em segundo lugar está a 119ª DP de Rio Bonito com nove prisões efetuadas e em terceiro, a 99ª (Itatiaia) e a 107ª (Paraíba do Sul), com sete prisões, cada.

 

LEIA MAIS

Queda de 11% é a quarta consecutiva do indicador criminal só este ano

Muitos tinham fotos normais vinculadas a textos lascivos, de sua autoria, nas redes sociais

Crime teria sido encomendado pelo patrão da vítima a outro funcionário

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: crime