Barboza renova contrato volta a lutar pelo UFC neste sábado

De contrato renovado, o friburguense garante ter motivação extra para buscar mais uma vitória pela organização
sexta-feira, 14 de maio de 2021
por Vinicius Gastin
Edson Barboza volta a lutar pelo UFC em busca de mais uma vitória pela organização
Edson Barboza volta a lutar pelo UFC em busca de mais uma vitória pela organização

Na véspera do aniversário de 203 anos, Nova Friburgo pode ganhar de presente mais uma vitória importante no universo esportivo. Um dos inúmeros talentos do município, Edson Barboza volta ao octógono do UFC neste sábado, 15, quando enfrenta o norte-americano Shane Burgos, no UFC 262, em Houston, nos Estados Unidos. De contrato renovado, o friburguense garante ter motivação extra para buscar mais uma vitória pela organização.

“Eu estou 100% feliz. O novo contrato prova que eles gostam do meu trabalho. Eles me deram ‘o número’ que eu queria e eu estou muito contente com isso. Eu estava muito motivado para ganhar um aumento (de salário), achava que merecia ganhar mais do que eu estava ganhando. Eu tinha certeza que, se eu fosse para outro evento, eu iria ganhar mais. Até a hora que cheguei, sentei com o Ultimate e conseguimos chegar um acordo. Eles me deixaram muito feliz”, disse o lutador.

Com 21 vitórias e nove derrotas, Edson possui planos ambiciosos no MMA, mas sabe que terá pela frente um adversário difícil. Ao projetar o duelo, entretanto, o lutador mostra confiança no próprio potencial, com respaldo do que considera ter sido um bom período de preparação.

“O cara é muito duro, top 10’da categoria! Todos do UFC são duros, e os top 10 são os top dos tops. Eu estou bem feliz e motivado pelo UFC estar me colocando sempre contra os melhores. Sem dúvida será uma guerra! E eu conto com a torcida de Nova Friburgo rumo a essa vitória. Eu já estou até ouvindo os comentaristas falando: ‘Uau, esse é o melhor Edson Barboza que a gente já assistiu’, até porque é o que estou sentindo”, sustenta o lutador friburguense.

Depois de ser derrotado por Justin Gaethje e Paul Felder, o friburguense resolveu reduzir seu peso e, agora, compete nos penas (até 65,7 quilos). Na nova divisão, ele afirma que se sente à vontade, ainda que não descarte voltar a atuar nos leves no futuro.

“Eu estou me sentindo muito à vontade. Estou forte, bem fisicamente em todos os sentidos. Mas eu sou lutador e, quem sabe, o UFC me oferece a voltar para os leves. Porém, meu foco é seguir nesta categoria e sempre estou pronto para lutar. É difícil de falar qual seria mais fácil. Eu tive a chance de me provar contra os melhores no peso leve – lutei contra Khabib, Gaethje, Dariush, Pettis. Eu sempre estive entre os melhores, não importa a divisão que eu esteja. Eu sou o único brasileiro que figura entre os 15 melhores da categoria (dos penas)”, garante Edson Barboza.

O friburguense acumula recentes resultados polêmicos em suas últimas lutas. Nos combates contra Paul Felder e Dan Ige, ele foi derrotado na decisão dividida dos juízes, mesmo com a mídia especializada marcando vitória para ele. A recuperação veio na vitória sobre Makwan Amirkhani, por unanimidade, em outubro do ano passado, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes.

“Na hora dói demais. A gente investe muito tempo e muito sacrifício para conseguir a vitória. Acredito que fiz um bom trabalho e a sensação é horrível. Espero nunca mais passar por isso de novo. Mas, ao mesmo tempo, eu vejo a repercussão e isso me acalmou. Eu não ganhei no papel, mas acredito que consegui a vitória nas últimas duas lutas”, observou.

Além de contestar algumas derrotas, Edson havia reclamado da falta de oportunidades. Tudo devidamente superado: Barboza desceu para o peso-pena, recuperou a boa forma e já apareceu entre os 15 melhores da nova divisão. Adversário de Edson, o norte-americano Shane Burgos ocupa a 12ª posição no ranking do peso pena. Em sua última luta, o atleta de 29 anos de idade foi derrotado por Josh Emmett, por decisão unânime, após três vitórias seguidas no UFC.

Edson Barboza e UFC prolongaram o acordo que teve início em 2010, e ele prevê múltiplas lutas. Antes do novo acordo ser concretizado, tinha mais uma luta no antigo contrato com a organização e não escondia a preocupação com a sua carreira. O já veterano na organização reclamou do tratamento recebido pelo Ultimate, uma vez que expressou o interesse em atuar com mais frequência pela companhia e não foi atendido. Inclusive, pediu para ser liberado em uma oportunidade e revelou que recebeu propostas de outras empresas.

Bellator e Professional Fighters League (PFL) despontaram como principais candidatas para contar com o ex-integrante do peso-leve (70 quilos) e atual peso-pena (66 quilos). Com o final feliz nas tratativas com o UFC, Edson Barboza, volta a lutar depois de sete meses. Esse foi o primeiro triunfo de Barboza na categoria, que passou a ocupar o 14º lugar no ranking. Pela organização, até o momento, o atleta de Nova Friburgo disputou 24 combates, venceu 15 e perdeu nove.

 

  • Adaptado à nova categoria e de contrato renovado, Barboza faz novos planos na organização

    Adaptado à nova categoria e de contrato renovado, Barboza faz novos planos na organização

  • Lutador friburguense prevê dificuldades, mas confia no próprio potencial e na preparação para buscar o triunfo

    Lutador friburguense prevê dificuldades, mas confia no próprio potencial e na preparação para buscar o triunfo

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: