Academias de todo o estado deverão ter canais de atendimento não presencial

Clientes que tenham plano de adesão deverão ser ressarcidos ou recompensados durante a pandemia
terça-feira, 15 de setembro de 2020
por Jornal A Voz da Serra
Academias de todo o estado deverão ter canais de atendimento não presencial

Todas as academias de musculação, luta, ginástica, crossfit e outros prestadores de serviços esportivos no Estado do Rio deverão disponibilizar canais de atendimento não presencial aos clientes até o fim do estado de calamidade pública devido à pandemia do coronavírus. É o que determina a lei 9.004/20, sancionada pelo governador em exercício, Cláudio Castro, e publicada no Diário Oficial do Estado da última sexta-feira, 11.

A medida ainda determina que os clientes que tiverem plano de adesão e pagaram suas mensalidades durante o período de calamidade pública devido ao coronavírus tenham os valores ressarcidos ou sejam compensados por períodos subsequentes aos valores que foram descontados.

Segundo a norma, os canais de atendimento não presenciais terão que possibilitar ao aluno o cancelamento da matrícula, a negociação do contrato, o pagamento de mensalidades, a contratação de serviços e a solicitação de esclarecimentos ou dúvidas. O atendimento não presencial deverá acontecer, ao menos, durante o horário de funcionamento do estabelecimento, podendo ser realizado por meio telefônico, aplicativo de mensagens, e-mail, chat, campo de mensagem disponibilizado em site ou outro meio eletrônico.

As academias deverão divulgar amplamente os canais de atendimento nas dependências do estabelecimento, por meio das redes sociais ou por mensagens informativas aos clientes. O regulamento ainda determina que em caso de descumprimento, o infrator sofra penalidades previstas pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC). 

“O objetivo é proteger as pessoas da exposição à contaminação pelo novo coronavírus, na medida em que inibe a ida dos alunos às academias para tratar de assuntos administrativos, evitando assim que os mesmos se exponham a filas ou aglomerações”, declarou o deputado Luiz Martins (PDT), autor do projeto.

 

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: