Mortes violentas no estado apresentam maior queda em 30 anos

Homicídio doloso registrou o menor valor para o mês desde 1991
terça-feira, 23 de março de 2021
por Jornal A Voz da Serra
Mortes violentas no estado apresentam maior queda em 30 anos

O Estado do Rio de Janeiro registrou, em fevereiro, os menores números de crimes contra a vida desde 1991, quando teve início a série histórica do Instituto de Segurança Pública (ISP). Os homicídios dolosos caíram 25% quando comparado com o mesmo mês do ano passado. Foram 246 vítimas em fevereiro deste ano contra 326 em fevereiro de 2020 - esse foi o menor valor para o período nos últimos 30 anos. Em relação a janeiro deste ano, a redução foi de 32%, e de 11% em paralelo com o acumulado do ano (janeiro e fevereiro).

Outro destaque é a queda no indicador letalidade violenta - soma de homicídio doloso, roubo seguido de morte, lesão corporal seguida de morte e morte por intervenção de agente do estado. Em fevereiro, o indicador registrou o menor valor para o mês desde 1991: 409 em 2021 e 502 em 2020. As mortes por intervenção de agente do estado diminuíram 10% em fevereiro.

Em dois meses, as polícias Civil e Militar retiraram de circulação cerca de 22 armas de fogo por dia no estado, contabilizando um total de 1.272 armas. Destas, 93 eram fuzis. Os crimes contra o patrimônio também apresentaram resultados significativos nos dois primeiros meses do ano. Os roubos de rua (roubo a transeunte, roubo em coletivo e roubo de aparelho celular), de carga e de veículo reduziram, respectivamente, 32%, 27% e 28% em 2021.

É importante salientar que um estudo divulgado pelo ISP, em outubro, mostrou que a queda nos roubos de carga não tem correlação estatística com o isolamento social por conta do coronavírus. Para elaborar o relatório, os analistas do Instituto cruzaram dados dos usuários do Google com os registros de ocorrência da Secretaria estadual de Polícia Civil.

Os dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) são referentes aos registros de ocorrência lavrados nas delegacias de Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro no mês de fevereiro. Para mais informações sobre os indicadores, acesse o site do ISP (www.isp.rj.gov.br). 

Principais indicadores

  • Homicídio doloso: 607 vítimas no primeiro bimestre de 2021 e 246 em fevereiro - estes foram os menores valores para o mês e para o acumulado do ano desde 1991. Na comparação com 2020, o indicador registrou redução de 11% em relação ao acumulado do ano e de 25% em relação a fevereiro de 2020.

  •  Crimes violentos letais intencionais (homicídio doloso, roubo seguido de morte e lesão corporal seguida de morte): 638 vítimas no primeiro bimestre de 2021 e 262 em fevereiro - estes foram os menores valores para o mês e para o acumulado do ano desde 1999. Na comparação com 2020, o indicador registrou redução de 10% em relação ao acumulado do ano e de 22% em relação a fevereiro de 2020.

  •  Letalidade violenta (homicídio doloso, roubo seguido de morte, lesão corporal seguida de morte e morte por intervenção de agente do estado): 934 vítimas no primeiro bimestre de 2021 e 409 em fevereiro - este foi o menor valor para o mês desde 1991. Na comparação com 2020, o indicador registrou redução de 9% em relação ao acumulado do ano e de 19% em relação a fevereiro de 2020.

  • Morte por intervenção de agente do estado: 296 mortes no primeiro bimestre de 2021 e 147 em fevereiro. Na comparação com 2020, o indicador registrou redução de 8% em relação ao acumulado do ano e de 10% em relação a fevereiro de 2020.

  • Roubo de carga: 714 casos no primeiro bimestre de 2021 e 351 em fevereiro. Na comparação com 2020, o indicador registrou redução de 28% em relação ao acumulado do ano e de 16% em relação a fevereiro de 2020.

  •  Roubo de rua (roubo a transeunte, roubo de aparelho celular e roubo em coletivo): 12.718 casos no primeiro bimestre de 2021 e 6.282 em fevereiro. Na comparação com 2020, o indicador registrou redução de 32% em relação ao acumulado do ano e de 31% em relação a fevereiro de 2020.

  •  Roubo de veículo: 4.504 casos no primeiro bimestre de 2021 e 2.172 em fevereiro. Na comparação com 2020, o indicador registrou redução de 27% em relação ao acumulado do ano e de 26% em relação a fevereiro de 2020.

 

LEIA MAIS

Assalto aconteceu em 2016, quando ela teria ajudado a dar fuga aos ladrões, dirigindo carro

Mandados foram de prisões preventiva e condenatória, além de flagrante por agressões severas

Caso ilustra uma competência da qual Nova Friburgo pode se orgulhar: 151ªDP tem um dos índices de elucidação mais altos do estado

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: Segurança | crime | roubo