Arraiá dos Mozer vai ter bazar e venda da tradicional broa no fim de julho

Festas particulares também revivem a tradição de várias famílias nesta época do ano
sábado, 25 de junho de 2022
por Ana Borges (ana.borges@avozdaserra.com.br)
Arraiá dos Mozer vai ter bazar e venda da tradicional broa no fim de julho

 As festas juninas são uma forte tradição em diversos estados brasileiros, principalmente no Nordeste e no Sudeste do país, durante todo o mês de junho, julho e até agosto. Já existe até a setembrina em algumas cidades do interior. Aliás, a cada ano o evento vem se estendendo no tempo.

São Pedro da Serra está comemorando o São João desde ontem, sexta-feira, 24, com programação em três pontos da “vila”, como os moradores gostam de chamar o 5º distrito de Nova Friburgo. São dois festivais, realizados em três locais do centrinho: um na praça, outro no meio da vila e outro no Largo do Estrela, com decoração típica, mas sem a presença de barracas. O primeiro festival é neste fim de semana (de sexta, 24, a domingo, 26), e o segundo, do dia 01 a 03 de julho. Quatro mini palcos estão montados para receber shows simultâneos, e banheiro químico para o público.

O arraiá dos Mozer

Nova Friburgo pode não ter “a maior festa junina do mundo” — esse título é por direito e mérito do povo do Nordeste, mais precisamente de Caruaru (PE) e Campina Grande (PB), os principais destinos para turistas e amantes dos festejos juninos. Mas, a “mais acolhedora festa julina do mundo” é a da Vila dos Mozer, famoso sítio em Lumiar onde vive a numerosa família que lhe dá nome. 

O Arraiá dos Mozer, das 12h às 20 de 30 de julho, é um dos mais tradicionais da região serrana. A festa, realizada sempre no último fim de semana de julho, este ano ainda não está confirmada, devido à Covid-19, cujos casos vêm aumentando nas últimas semanas. De qualquer maneira, estão garantidos o bazar/brechó e a venda da tradicional e deliciosa broa dos Mozer. Vamos aguardar a decisão da família, informação que poderá ser acessada no instagram do bloco de carnaval dos Mozer, o Flor do Luar.

O arraiá da Família Freze

Quem tem família grande sabe o quanto é difícil reunir as diferentes gerações em um momento de confraternização. Sempre tem uns ou outros que, quando convidados, não podem comparecer a um aniversário ou a um casamento, por exemplo, e cada um tem os seus motivos e justificativas. Mas os Freze encontraram um jeito e, muito divertido, por sinal!

Inspirados por iniciativas similares, a família promove um grande encontro todos os anos, num sítio localizado na zona rural em Conquista (tudo a ver!), no mês de julho, que já chegou a reunir mais de 150 pessoas que vêm, inclusive, de outras cidades do Estado, do país e até do exterior. São tios, primos e agregados, que passam um dia inteirinho juntos, da manhã até a noite, aproveitando para rever a todos, colocar a conversa em dia, matar as saudades e, mais do que isso, estreitar os laços de sangue e de amor que os une.

O Arraiá dos Freze é uma festa realmente muito animada! Todo ano, uma comissão é montada por quem está disposto a ajudar a preparar o local e a decoração para receber os convidados. A comida é farta porque cada núcleo familiar leva o que pode para contribuir e a mesa é posta com todas as delícias típicas das tradicionais festas julinas: cachorro quente, milho verde, broa, pamonha, pão artesanal assado na hora no forno a lenha (receita da vovó, a grande matriarca).

Também tem pescaria, correio do amor, gincana, corrida de saco, bola no palhaço, bingo, quadrilha... E como em toda e boa festa julina, não pode faltar a grande fogueira. Acendê-la no fim do dia é um sinal de que já está chegando a hora de todos voltarem para as suas casas. Mas não sem antes se reunirem para a foto oficial e formarem um grande círculo de oração para agradecer os momentos maravilhosos que passaram juntos!

Vale dizer que, em razão da pandemia de Covid-19, não houve encontro em 2020 e 2021. Mas este ano, com o relaxamento das medidas sanitárias, vai ter Arraiá dos Freze, sim! E este dia vem sendo aguardado com muita alegria e ansiedade! 

O arraiá da Família Figueiredo

 Francisco Figueiredo, o Chico, ou Kikinho (como o chamam os familiares desde a infância) este ano decidiu comemorar o aniversário, no dia 7 de junho, com uma típica festa de São João, em seu apartamento. Para receber parentes e amigos, de maneira segura, diante da Covid-19, que ainda faz vítimas por todo o país, dividiu a comemoração em três dias diferentes. Com todo o dom da criatividade que lhe é inata, e cada vez mais pródiga devido à longa carreira no teatro, Chico recriou os ambientes de sua casa com cenários de um “saboroso” arraiá. O resultado pôde ser conferido pelos convidados que tiveram o privilégio de estar com ele para lhe dar os parabéns, e desfrutar da companhia de um perfeito anfitrião. Confira nas imagens! 

E tem diversão no Centro também

Os eventos não se restringem às datas oficiais, pelo contrário, além de se estenderem por todo o mês de junho, avançam pelo mês de julho. Realizados nas paróquias, nas casas, nas praças ou em sítios, os arraiás possuem elementos essenciais que os identificam, como a fogueira, a quadrilha, bandeirinhas e receitas típicas, derivadas do milho. Celebra-se com genuína alegria, cantando e dançando a quadrilha, elementos que completam o cenário de uma verdadeira festa de São João. Os arraiás estão espalhados por todos os cantos do país e Nova Friburgo é destaque na região. 

Arraiá do Sesc

  • Dia 25/06 (sábado), das 16h às 22h

  • Dia 26/06 (domingo), das 16h às 22h

Às 19h30, show com o Trio Lumiar

Avenida Presidente Costa e Silva, nº 231, Duas Pedras

Ingressos: R$ 1, R$ 2 e R$ 4

 

Cadima Shopping

  • Entre os dias 22/06 e 03/07 (horário livre)

Brincadeiras, comidas típicas e música

Rua Moisés Amélio, nº 17, Centro

Entrada franca

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 77 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: