Origem e curiosidades sobre o Dia das Crianças

Data foi criada no Brasil bem antes de começar a ser celebrada em muitos outros países do mundo
sexta-feira, 08 de outubro de 2021
por Jornal A Voz da Serra
Origem e curiosidades sobre o Dia das Crianças

Hora de comprar presentes e caprichar nos lanches dos guris. O Dia das Crianças, comemorado em 12 de outubro, é também um feriado religioso. No Brasil, a padroeira Nossa Senhora Aparecida é homenageada, principalmente pelos católicos. Mas trata-se apenas de uma coincidência. Acompanhe essa história que é bastante curiosa. E como os demais países celebram a passagem da data.

História do Dia das Crianças

1920 a 1924: Há cem anos um político nem imaginava a repercussão da sua iniciativa. Você sabia que o Dia das Crianças foi criado no Brasil bem antes de começar a ser celebrado em muitos outros países do mundo? A idealização foi de um político brasileiro — o deputado federal Galdino do Valle Filho (foto acima), nascido em Trajano de Moraes, e radicado em Nova Friburgo. A data foi oficializada em 5 de novembro de 1924, época em que o mineiro Arthur Bernardes era o presidente do Brasil.

1955: Neste ano, a Estrela, marca então líder do mercado de brinquedos, lançou uma campanha publicitária com o objetivo de alavancar nacionalmente o comércio. Com o apelo “Semana do Bebê Robusto”, a iniciativa usava o dia das crianças como mote principal. Naquele tempo, bebê gorducho era sinônimo de saúde e fofura.

1959: Em 20 novembro de 1959, por meio da Unicef e a Declaração Universal dos Direitos da Criança, a data comemorativa passou a vigorar anualmente na maioria dos países do mundo.

1965: O sucesso da ação promocional da Estrela foi tanto que, 10 anos depois, em 1965, a gigante americana Johnson & Johnson, criada em 1886, decidiu seguir a mesma linha da Semana do Bebê Robusto, da Estrela. Começou, então, a campanha “Bebê Johnson 65”. A partir deste movimento, o Dia das Crianças se consolidou no Brasil. Principalmente no âmbito do comércio e consumo. 

Outros dias das crianças 

Adotada por inúmeros países a partir da Declaração Universal dos Direitos da Criança, da Unicef, a data foi ganhando contornos locais a depender da história, tradições e culturas próprias de cada nação. Com isso, os significados e o jeito de comemorar se diferenciam do modo brasileiro.

Em Moçambique é festejado em 1º de junho. Sabe a razão de ser nesta data? É que em 1943, as forças nazistas assassinaram sem dó, nem piedade, centenas de crianças. Ou seja, este país localizado no sul da África e também colonizado por Portugal, teve sua própria tragédia na Segunda Guerra Mundial, inspirando maior interesse pelo Dia das Crianças, e levando os adultos a dedicar mais atenção e cuidado com a infância.

No Oriente, o Japão celebra a data em dias diferentes, por uma questão de gênero. As meninas festejam em 3 de março e os meninos em 5 de maio. O destaque para marcar estes dois dias, são as exposições de bonecos.

Na Nova Zelândia, ninguém ganha brinquedo no primeiro domingo de março. Lá, a celebração é bem interessante: a família se esforça para, nesta ocasião, dar total atenção aos pequenos. Por exemplo, passando mais tempo com eles numa amorosa convivência. No dia a dia da criançada, muitas vezes, isso não é possível. Então, os fins comerciais não têm nenhuma relevância e o consumo puro e simples é descartado.

 

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: