Natal 2021 ainda na pandemia

A Vacinação no país avança, então, é possível comemorar a data com as pessoas que amamos?
sábado, 04 de dezembro de 2021
por Jornal A Voz da Serra
(Foto: Freepik)
(Foto: Freepik)

Natal também é tempo de chocolate, não apenas na Páscoa. Não só para presentear como também para decorar a mesa para as ceias natalinas, afinal de contas, as sobremesas pensadas para o Natal é muito mais do que um simples doce, simboliza desejo de tempos melhores. Mais do que nunca.

Depois de quase dois anos de isolamento, onde o doce foi a fuga dos brasileiros, tendo o consumo alcançado o patamar de 47,1% nesse período, segundo pesquisa realizada pela Fundação Instituto Oswaldo Cruz (Fiocruz) em parceria com a Unicamp e a UFMG, o chocolate subiu alguns degraus, de onde avista um público ainda maior.

Além dos tradicionais panetones e chocotones com recheios diversos e cobertos com chocolate blend, desde as grandes marcas à produção caseira, este ano estão apostando também em chocolates para decoração, como as bolas de Natal recheadas e cobertas com chocolate e até pinheirinhos preparados com ganache, mix de castanhas e frutas vermelhas glaceadas. Só boas expectativas nos aguardavam para o mês de dezembro, com celebrações do Natal e Ano Novo, e o avanço da vacinação, não é mesmo? 

Só que ainda não estamos livres da pandemia, e mais, agora agravada pela novidade que é a variante Ômicron. Banho de água fria. Ainda assim, é possível comemorar o Natal e se reunir com as pessoas mais queridas? Como fazer, que cuidados tomar?

Guloseimas nas prateleiras, luzinhas piscando nas janelas dos prédios, praças e shoppings enfeitados... sinais explícitos de que é Natal. Apesar da variante, esperamos que esse ano seja bem melhor do que aquele que passou, mas para quem ficou o ano inteiro separado das pessoas que amam, ser bem melhor não basta, porque a vontade de se reunir, abraçar, beijar, é imensa!

Porém, com o surgimento desse Ômicron e seu alto grau de transmissibilidade, segundo os cientistas, as restrições precisam ser mantidas. Por isso, não é recomendável reunir muitas pessoas ou expor os idosos e indivíduos dos grupos de risco. O 25 de dezembro sempre foi um dia para reflexão, sintonia entre familiares e demonstrações de afeto. O período pede cautela, então, vamos tentar ser racionais e comedidos?

Difícil seguir essas regras básicas, já que ficamos isolados demais esse ano — e nem o mais severo dos especialistas acredita que as pessoas vão se manter longe de seus familiares neste Natal. O ideal ainda é evitar aglomerações e não dispensar as máscaras. No entanto, há alternativas para que as comemorações de Natal na pandemia sejam momentos de prazer e confraternização. Confira:

Preserve os idosos

A melhor saída seria manter os idosos isolados. Se isso não for possível, uma dica é reuni-los apenas com pessoas que já fazem parte do cotidiano deles. Assim, o risco é menor. Fique atento para o tempo de exposição sem máscara nos encontros — só tire a máscara para comer. Como fazemos hoje nos restaurantes. Se possível, monte a mesa das refeições num lugar aberto, respeitando o distanciamento recomendado entre as pessoas. Mesmo assim, o ideal é sentar-se com distanciamento dos idosos e pessoas do grupo de risco que não moram na mesma casa que você.

Cuidados com a higiene

 É sempre bom lembrar que o banheiro do local do encontro precisa ter sabonete para lavagem das mãos e, se possível, papel toalha para secar as mãos. E em todos os ambientes, principalmente onde será manipulada a comida, é preciso ter álcool gel à disposição dos convidados.

Menos aglomerações

Dá para organizar vários encontros diferentes mais curtos, com menos pessoas em cada um deles. Sempre com máscara, uso de álcool em gel e distanciamento entre as pessoas. Não se esqueça de que é preciso manter uma atitude segura durante a pandemia.

Responsável pela comida

Sabe aquela tradição de cada pessoa da família levar um prato? Neste momento, ela não é recomendada. O ideal é que apenas uma pessoa (que esteja com a saúde em dia) prepare toda a ceia.

Tecnologia a seu favor

Para as pessoas que optarem por passar os dias de festa isoladas, uma boa alternativa é usar a tecnologia, com reuniões online, chamadas de vídeo e voz. Certamente este Natal será diferente para todos e ficará marcado em nossas memórias, mas é sempre tempo de ser feliz e demonstrar amor e solidariedade àqueles que importam em nossas vidas.

(Fonte: sodexobeneficios.com.br)

 

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: