Acordo no STF garante retomada do concurso para soldado da PM

Ao todo, serão duas mil vagas. Nova empresa aplicará as provas objetivas e discursivas
sexta-feira, 17 de novembro de 2023
por Jornal A Voz da Serra
(Foto: Arquivo AVS/Henrique Pinheiro)
(Foto: Arquivo AVS/Henrique Pinheiro)

Um acordo obtido pela Procuradoria-Geral do Estado do Rio de Janeiro (PGE) junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) garantiu a continuidade do concurso público para o preenchimento de duas mil vagas para o Curso de Formação de Soldados (CFSd) da Secretaria estadual de Polícia Militar. Para viabilizar a realização do concurso, foi modificada uma das cláusulas do edital, eliminando  o limite de 10% das vagas para mulheres e estabelecendo que a classificação obedeça o critério de notas, independentemente do sexo do candidato.

No âmbito da Justiça, o concurso foi suspenso no mês passado por medida cautelar do ministro do STF, Cristiano Zanin, ao deferir Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) proposta pela Procuradoria-Geral da República, contestando a cláusula do edital com limite de vagas para mulheres.  Essa cláusula fora incluída no edital do concurso com base no artigo 11 da Lei estadual 2.108 de 1993, considerado inconstitucional pela PGR. O impasse jurídico ainda será julgado pelo plenário do STF para regular futuros concursos públicos no Estado do Rio de Janeiro.

“Este acordo foi uma vitória que deve ser comemorada por toda a sociedade fluminense. A retomada do concurso para soldado da Polícia Militar é a garantia de que poderemos voltar ao ritmo planejado de recomposição do efetivo desta valorosa corporação. A cada ano, cerca de mil policiais se afastam por aposentadoria, licença médica, invalidez, entre outros motivos. Portanto, a renovação dos quadros de oficiais da PM precisa ser permanente”, observa o governador Cláudio Castro.

O concurso para o CFSd da Polícia Militar será retomado em breve com a contratação de uma nova empresa para aplicação das provas objetivas e discursivas, reiniciando o processo seletivo de quase 120 mil candidatos. A primeira prova escrita objetiva, aplicada no final de agosto deste ano, foi anulada e o vínculo com a empresa vencedora do edital de licitação cancelado por quebra de contrato.

Publicidade
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 78 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: