Guerreirinhos/São Pedro vira sobre o Stucky e leva o Municipal Sub-17

Final do campeonato foi repleto de emoção, gols, lances improváveis e surpreendentes
quinta-feira, 26 de abril de 2018
por Vinicius Gastin (esportes@avozdaserra.com.br)
Guerreirinhos/São Pedro fica com a taça do Municipal e com os principais prêmios individuais da competição
Guerreirinhos/São Pedro fica com a taça do Municipal e com os principais prêmios individuais da competição

Um jogo digno de uma grande decisão. Repleto de emoção, gols, viradas, lances improváveis e surpreendentes. Apesar de jovens, os jogadores que estiveram em campo na final do Campeonato Municipal Sub-17 no último sábado, 21, no campo do São Pedro, em Duas Pedras, puderam provar alguns dos sabores do futebol. Sejam eles doces, amargos ou o incomparável sabor da vitória.

Depois de sair na frente, sofrer a virada ainda no primeiro tempo e ir para os vestiários em desvantagem, o Guerreirinhos/São Pedro teve força, capacidade técnica e coração para buscar a virada na etapa final, vencer o Stucky por 4 a 2 e conquistar o título de campeão do torneio, promovido pela Liga Nova Friburgo de Desportos. Além da volta olímpica em casa, a equipe teve dois atletas como principais destaques individuais da competição: Nicolas foi o goleiro menos vazado, e Luidi, autor de dois gols na final, o artilheiro.

 A história do futebol mostra, repetidas vezes, que um gol logo no começo nem sempre resolve uma partida. Quanto mais uma decisão. Mas é sempre bom começar em vantagem, e o Guerreirinhos/São Pedro conseguiu balançar as redes logo aos dois minutos, com Luidi, após cobrança de falta na direita de ataque.

Na sequência do gol houve muita luta por cada bola, algumas divididas um pouco mais fortes e um Stucky tentando se restabelecer do golpe, apostando no talento de Lucas e nas bolas levantadas à grande área. Faltava, no entanto, caprichar, ou contar com um descuido da defesa adversária. Foi o que aconteceu aos 13 minutos, quando Miguel tentou dominar na grande área e foi tocado pelo defensor. Pênalti marcado, cobrado e convertido por Emanuel para empatar a partida.

Na base da empolgação e em nova falha, desta vez do goleiro Nicolas, Miguel subiu, tocou de cabeça e virou para o Stucky dois minutos depois. Após o tempo técnico, o time da zona rural seguiu melhor, mais organizado e inteiro psicologicamente. Poderia ter ampliado o marcador, desperdiçando algumas oportunidades. Chegou a marcar, é verdade, mas em posição de impedimento.

Apenas na metade do tempo regulamentar, o artilheiro já havia brilhado no início, e Miguel se candidatado a herói da decisão, com um pênalti sofrido e um gol marcado. E ele quase fez, de cabeça, o terceiro com apenas cinco minutos da etapa final. Mas ainda tinha muito para acontecer.

O jogo ficou nervoso a partir dos 15 minutos, mas parecia controlado pelo Stucky. Até que um chute improvável, praticamente do meio-campo, aos 18, traiu o goleiro do Stucky. Ao errar o tempo de bola, não conseguiu espalmar e viu a bola ultrapassar a linha, colocando novamente números iguais no placar.

A intensidade do duelo cresceu, e o Stucky perdeu duas chances em sequência, a melhor delas com Emanuel aos 23 minutos. Mais tarde, aos 35, o improvável voltou a jogar a favor do Guerreirinhos/São Pedro: Rhuan cobrou falta de longe, a bola subiu e o goleiro não conseguiu segurar novamente: 3 a 2, para delírio da torcida anfitriã.

O detalhe é que o time da casa havia trocado o goleiro ainda no intervalo, e o substituto se mostrou bastante talentoso. Fez defesas importantes, e segurou a pressão do Stucky. Já no finzinho, o artilheiro Luidi deu o golpe de misericórdia, aproveitando uma cobrança de escanteio que passou pelo goleiro e sobrou limpa, na cabeça do atacante, para dar números finais à decisão.

Jogadores são convocados para Estadual de Ligas Sub-17

Adversários em vários jogos, e a partir de agora companheiros para representarem Nova Friburgo. Após o fim do municipal Sub-17, o técnico Rafael Estevam anunciou a lista de jogadores convocados para representarem a cidade no Campeonato Estadual de Ligas da categoria, que terá início no dia 5 de maio. A equipe friburguense vai enfrentar Cachoeiras de Macacu, em jogos de ida e volta.

Para o gol, foram chamados Daniel Leal Borgard (Amparo), Arthur Rocha Garcia (Stucky), Douglas da Silva Cunha (Nova Friburgo) e Nicolas Loureiro (São Pedro). Para a zaga foram escolhidos os atleta Pedro Henrique Bochinpani (São Pedro), Jefferson Dias (Stucky), Miguel da Silva Boy (Stucky) e Matheus Aguiar Silva (Grêmio). Para a lateral direita os convocados são Pedro José dos Santos (São Pedro) e Kelvin Alves Valeriano (Stucky), enquanto Elioenai Machado Fonseca (Grêmio) e Marlon Hottz (São Pedro) são os laterais esquerdos.

Para a função de volante foram escolhidos Antônio Sérgio da Silva (Grêmio), Ricardo Godinho Rodrigues (Stucky), Walter Barros de Mattos (Nova Friburgo) e Rhuan de Jesus Almeida (São Pedro). Para o meio-campo foram chamados Erasto de Lima Carvalho (Grêmio), Rhuan Knupp Perrout (Amparo) Juan Anthony Jardim (Stucky) e Marcelo Barros Kroff (São Pedro).

As opções para o ataque serão Wendel Pires Ferreira (Stucky), Luidi da Silva Soares (São Pedro), Thiago Caldas Vasconcellos (Grêmio), Emanuel Ouverney Cabral (Stucky), Lucas Costa da Silva (Stucky) e Alexandre Dias da Matta (Nova Friburgo).

De acordo com o regulamento, a Seleção de Nova Friburgo faz parte do grupo Serrana, juntamente com Guapimirim, Petrópolis, Teresópolis e São José do Vale do Rio Preto. Apenas o campeão da chave avança para a fase estadual.

 

LEIA MAIS

Tradicional equipe da Zona Norte do Rio pode voltar a ser adversária do Friburguense em 2022

Paduano é uma das equipes que seguem na briga pelo título e acesso

Siqueira pontua mudanças no futebol e traça planos para “mudar” a imagem passada pelo time

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: futebol