"A vida serve é para se morrer dela”

Wanderson Nogueira

Wanderson Nogueira

Observatório

Jornalista, cronista, comentarista esportivo, já foi vereador e agora é deputado. Ufa! Com um currículo louvável, o vascaíno Wanderson Nogueira atua com garra no time de A VOZ DA SERRA em Observatório, sua coluna diária.

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Hoje é dia

  • Mundial do vovô

O dia

Em 24 de novembro de 1859, o cientista inglês Charles Darwin publicou o livro “A origem das espécies”, no qual descreve sua teoria sobre a evolução da vida e a seleção natural.

Observando...

Cinco notícias que, talvez, você não viu

  • BNDES negocia socorro à Uerj com proposta de curso de desenvolvimento
  • Odebrecht começa a trocar nome de empresas para atrair sócio
  • Grávida pede ao STF direito ao aborto e corte terá que se manifestar
  • Horta pede impugnação de Eurico e quer o segundo lugar em eleição do Vasco
  • Rodada do Brasileirão terá tributo conjunto a mortos do acidente da Chapecoense

Palavreando

Procuram-se idealistas. Precisa-se de idealistas. Daqueles que se mantém na trincheira de suas próprias verdades até o fim e não saem mudando de lado, como se muda de roupa.

"A vida serve é para se morrer dela”

É só ouvirmos a música de fim de ano da Globo que a gente percebe: mais um ano está indo. Logo, logo será a música “Então é natal...” e todas as demais típicas dessa época. Os enfeites nos shoppings anunciam: já é natal! Já é fim de ano! De fato, mais um ano se passou. Corrido, quase que desesperado. Estamos envelhecendo. Caminhando para a morte. Espero que caminhando, vivendo. Clarice já dizia: "A vida serve é para se morrer dela”. Vivamos!

“Hoje é um novo dia, de um novo tempo, que começou...” Esses novos tempos! Nascem todos os dias, mas se apresentam melhor no novo ano que surge, sempre repleto de esperança. No entanto, está cada vez mais difícil ter esperança. Mas a fé deve se manter firme. Pela coletividade. Por nós, sem nós que sufocam e amarram a felicidade.

“E esses novos dias, as alegrias serão de todos, é só querer...” A grande pergunta que antecede tudo: o que queremos? Nossos desejos podem nos trair. Mais importante do que aquilo que não queremos, e, isso pode parecer mais fácil de dizer. É firmar aquilo que queremos. Novos dias? Dias melhores. Melhores do que ontem? Melhores do que hoje?

“O futuro já começou...” Ele sempre está teimando em começar e nós em continuar. Seguir é preciso, até porque a vida segue sempre! Que o fim de ano não nos assuste, mas que sirva de reflexão para o que fizemos, o que somos e o que queremos. Que os simbolismos que nos mergulham nessa data de congregação sirvam mais do que apenas para nos chamar a atenção para a festa, mas atente para o tempo que está correndo ligeiro e que nós precisamos viver intensamente.   

Empréstimo (1)

E a novela para o empréstimo que servirá para o estado do Rio colocar os salários do funcionalismo em dia prossegue. A minuta do contrato para que a União seja a garantidora do empréstimo de R$ 2,9 bilhões já está com o Tesouro Nacional e está mantida, ainda que com certo otimismo, a previsão de que os recursos sejam liberados na semana que vem.

Salários dos servidores

O estado tenta convencer a instituição que venceu a licitação para liberar o empréstimo o mais rápido possível. Mas como é um empréstimo concedido por uma instituição privada internacional, a situação se complica um pouco mais. Talvez, em outra linguagem, não tenha tanto o famoso jeitinho brasileiro.

Falta de penicilina

A penicilina benzatina, um antibiótico usado para tratar sífilis e outras infecções, está em falta no Brasil, tanto no setor público quanto no privado. A crise de abastecimento, que segundo o Ministério da Saúde é provocada por escassez de matéria-prima, tem preocupado os médicos. A dificuldade de disponibilidade da penicilina ainda não é aguda no momento, mas pode piorar.

Escassez

Em nota, o Ministério da Saúde afirma que vem monitorando e acompanhando a produção nacional do medicamento ao lado dos laboratórios produtores, que alegam dificuldades na produção devido à “escassez mundial no suprimento de matéria-prima”. A penicilina é considerada pela Organização Mundial de Saúde como remédio essencial. 

Publicidade
Agora Faz
TAGS:
Wanderson Nogueira

Wanderson Nogueira

Observatório

Jornalista, cronista, comentarista esportivo, já foi vereador e agora é deputado. Ufa! Com um currículo louvável, o vascaíno Wanderson Nogueira atua com garra no time de A VOZ DA SERRA em Observatório, sua coluna diária.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.