Prêmio

David Massena

David Massena

David estreou nas colunas sociais ainda na década de 70. É jornalista, cerimonialista, bacharel em Direito, escritor e roteirista. Já foi ator, bailarino, e tantas coisas mais, que se tornou um atento observador e, às vezes, crítico das coisas do mundo.

sábado, 01 de junho de 2019

Pinçado da Internet

“Se custa a paz, é caro demais!”

Prêmio (1)

É conhecida e disputada a participação de cineastas, diretores e roteiristas, no FestCine no distrito de Pedra Azul, município de Domingos Martins-ES, dirigido e organizado brilhantemente pelo querido Marcos Gomes.

Em 2019, foram mais de 800 filmes inscritos de todo mundo e 85 filmes selecionados, nas seguintes categorias: longa-metragem, curta-metragem, documentário e animação.

Prêmio (2)

Nova Friburgo esteve representada e trouxe o prêmio de melhor curta-metragem com “Les Ponts” (Entre Pontes), filme romance poético, em francês, filmado na Suíça e finalizado no Brasil, produzido por Gabriel de Almeida, que é um realizador independente, de Santos Dumont-MG, residente em Nova Friburgo há dez anos.

Gabriel foi um dos selecionados pelo edital em comemoração aos 200 anos de Nova Friburgo, parceria entre a prefeitura, o consulado suíço e o Polo Audiovisual Serração, em Nova Friburgo.

Prêmio (3)

Gabriel é dentista, formado pela UFF - campus Nova Friburgo, apaixonado por cinema e autoditada.

Seu filme já esteve no Festival International de Films de Fribourg (2018); Paris International Film Festival (2018); Festival Primeiro Plano (2018); Festival Internacional de Cinema Take Único (2019); e no 2° FestCine Internacional Pedra Azul (2019), no qual foi vencedor de melhor filme na Mostra Internacional de Curtas.

Prêmio (4)

Também Ivann Willig, que tem fortes laços afetivos com Nova Friburgo e projetos locais, com seu filme “Rosas”, no qual atuou como diretor, produtor e roteirista esteve no festival e recebeu quatro indicacões: melhor filme, direção, roteiro e atriz.

“Rosas” conquistou o prêmio de melhor atriz com Kassandra Brandão.

No ano passado, Ivann Willig conquistou o prêmio de melhor roteiro com o filme “Escolhas” - indicado em 53 festivais entre o Brasil e o exterior, tendo conquistado 28 prêmios.

Eros (1)

O musical “Eros” fará curta temporada no Teatro Municipal Laercio Rangel Ventura, neste fim de semana e também nos próximos dias 7, 8 e 9.

Na sexta-feira, 31 de maio, aconteceu sessão exclusiva para patrocinadores e  convidados.

Com texto da atriz e psiquiatra Rebecca Noguchi, Eros traz à tona o amor romântico como desafio terreno e divino.

Com canções originais compostas pela autora em parceria com Bernardo Rangel e Tânia Noguchi, arranjos vocais, instrumentais e direção musical de Diogo Rebel, que reúne banda ao vivo.

A classificação é livre.

Eros (2)

Com direção de Bernardo Dugin, produção de Tânia Noguchi e direção de movimento de Adriana Xavier, o espetáculo tem cenografia Felipe Alencar e Bruno Monnerat.

O desenho de figurinos é de Delmary Saldanha e Maria Izabel Leal, com visagismo e caracterização de David Massena.

Quem retorna à cidade para assinar o desenho de luz é Bernardo Lorga.

Eros (3)

No elenco estão Adriana Xavier, Ana Clara Calandra, Ana Clara Teixeira, Aylla Freire, o brilhante Bernardo Rangel em interpretação irretocável, Catarina Souza, Cláudio Raposo, Ludmilla Sathler, Luiz Rodrigo Sathler, Miguel Toscano -  que se joga no humor com a sabedoria de quem tem domínio da cena, Pedro Borges, Rebecca Noguchi, Renan Amaral, Ricceli Magliano, e a veterana Tânia Noguchi que merece aplausos por sua interpretação estrelar. 

Publicações

A nota é para médicos, acadêmicos, professores e profissionais de saúde interessados em divulgar trabalhos científicos durante o 7º Congresso Brasileiro de Humanidades Médicas.

O evento acontecerá nos dias 25 e 26 de julho, em São Paulo, e os profissionais já podem inscrever suas publicações para análise da comissão competente.

Os trabalhos serão submetidos a análise até o próximo dia 13 e mais informações pelo www.humanos.cfm.org.br.

Foto da galeria
Publicidade
TAGS:

David Massena

David Massena

David estreou nas colunas sociais ainda na década de 70. É jornalista, cerimonialista, bacharel em Direito, escritor e roteirista. Já foi ator, bailarino, e tantas coisas mais, que se tornou um atento observador e, às vezes, crítico das coisas do mundo.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.