Visitantes fotografam mais de 170 aves no Três Picos

Edições do programa Vem Passarinhar tem atraído cada vez mais participantes
quarta-feira, 26 de setembro de 2018
por Alerrandre Barros (alerrandre@avozdaserra.com.br)
Birdwatchers fotografam na reserva (Foto: Inea)
Birdwatchers fotografam na reserva (Foto: Inea)

Mais de 170 espécies de aves foram identificadas pelos participantes do programa Vem Passarinhar realizado no último fim de semana no Parque Estadual dos Três Picos, na Região Serrana do Rio e administrado pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea). A atividade tem como objetivo estimular a prática de observação de aves, uma ferramenta importante para a conservação e gestão das unidades de conservação nessas áreas protegidas.

Os participantes estiveram no Núcleo Jequitibá e na Trilha do Asfalto Velho, ambos situados na unidade de conservação, em Cachoeiras de Macacu, onde puderam registrar as imagens dos pássaros em vida livre e também percorreram a Trilha dos Alagados, na Reserva Ecológica de Guapiaçu (Regua), em Cachoeiras de Macacu.

 “O Vem Passarinhar atraiu um público de observadores do Rio de Janeiro, além de reforçar o objetivo do programa, que é estimular a observação de aves nas unidades de conservação. Contamos com a grata surpresa de receber uma participante que se identificou com a passarinhada, mostrando como esta atividade de observação de aves pode gerar um novo interesse”, diz a coordenadora de uso público do Parque Estadual dos Três Picos, Taísa Parente. O Inea divulga as edições do programa no facebook.com/PETresPicos.

Com 65 mil hectares, o Parque Estadual dos Três Picos, maior parque estadual do Rio de Janeiro, abrange partes dos municípios de Teresópolis, Guapimirim, Nova Friburgo, Cachoeiras de Macacu e Silva Jardim. Já a Reserva Ecológica de Guapiaçu (Regua), é uma das Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs) reconhecidas pelo Inea. Está situada no município de Cachoeiras de Macacu, totalizando 364 hectares de área protegida de Mata Atlântica.

LEIA MAIS

Entre as propostas estão melhoria da iluminação pública e novo laudo sobre as condições dos eucaliptos

Árvores foram cortadas em área de três mil metros quadrados

Evento mobilizou órgãos ambientais e secretários de meio ambiente da região

Publicidade