Vídeo de A VOZ DA SERRA sobre os irmãos necrófilos bate recorde

Documentário com relatos inéditos da época dos crimes já alcançou mais de 347 mil visualizações
terça-feira, 29 de outubro de 2019
por Jornal A Voz da Serra

Postado em 28 de setembro último no canal de A VOZ DA SERRA no YouTube, documentário de média-metragem sobre os irmãos necrófilos, ouvindo os relatos de pessoas que conviveram com eles, bateu recorde de visualizações: 347.709 até a tarde desta terça-feira, 29.

O vídeo, com direção e imagens de Henrique Pinheiro, roteiro de Guilherme Alt e roteiro e edição de Alan Andrade, já recebeu mais de 7.600 curtidas e mais de 1.100 comentários de leitores. O documentário é apenas uma das centenas de produções audiovisuais do jornal, que inaugurou estúdio com este propósito há exatos dois anos, em 28 de outubro de 2017. Batizado com o nome de Gabriel Ventura Braga, vice-diretor de A VOZ DA SERRA e idealizador do espaço, o estúdio foi inaugurado pelo mestre do jornalismo Zuenir Ventura.

Em março de 2018, uma equipe de A VOZ DA SERRA foi até a Janela das Andorinhas, no distrito de Riograndina, onde os irmãos viveram, em busca de depoimentos de pessoas que testemunharam o terror que Ibraim e Henrique Oliveira implantaram na região, em meados da década de 1990. O fotógrafo Henrique Pinheiro, inclusive, já trabalhava no jornal naquela época e foi testemunha ocular dos fatos.

O jornal chegou a encontrar uma sobrevivente. O material colhido é inédito, exclusivo e contém informações até então desconhecidas pela grande maioria das pessoas, bem como revelações chocantes. "Eu e Pinheiro fomos à Janela das Andorinhas com a intenção de fazer uma reportagem especial sobre essa época de terror. Passamos o dia inteiro produzindo, tendo ideias e colhendo depoimentos detalhados da vida dos dois irmãos, de vítimas e sobreviventes. Em agosto deste ano, em posse do material, Alan avaliou que o material tinha toda a base técnica para ser veiculado como documentário. “Irmãos Necrófilos” teve uma edição brilhante, respeitosa e com muita sensibilidade, até porque é um assunto delicado. Saber que repercutiu bastante e está próximo de bater a casa das 350 mil visualizações, só no Youtube, é motivo de orgulho. Outros colegas da imprensa elogiaram o nosso bom trabalho, alguns pediram, inclusive, autorização para exibir em suas redes. É uma forma de reconhecimento e a equipe está muito grata", diz o repórter Guilherme Alt. 

A VOZ DA SERRA foi fonte de pesquisa para o longa

Os dois irmãos foram responsáveis pelo assassinato de oito mulheres, um homem e uma criança. Além de matar as vítimas com requintes de crueldade, geralmente a machadadas, pauladas ou facadas, havia a prática da necrofilia (violação sexual dos cadáveres). 

As histórias de horror da época serviram de inspiração para o filme de ficção “Macabro”, lançado no dia 23 de setembro em Londres, na Inglaterra, dirigido por Marcos Prado e produzido pela Zazen  e Querosene Produções. A produção ainda não tem data para estrear no Brasil, mas foi exibido na 43ª Mostra de Cinema de São Paulo, em outubro. “Macabro” também será exibido, este mês, no Festival de Austin, no Texas (EUA). O jornal foi fonte de pesquisa para o longa.

O diretor Marcos Prado é o mesmo da série “O Mecanismo”, inspirada nas investigações da Operação Lava Jato e lançada pela Netflix. Ele teve a ideia de rodar “Macabro” em 2009, quando teve acesso a detalhes sobre o caso. Na época, Prado foi procurado pelo advogado de Henrique de Oliveira, um dos irmãos que está preso, alegando que ele havia sido condenado injustamente, já que não haviam provas contra Henrique, e que ele não havia participado dos crimes com o irmão Ibrahim.  

O roteiro de Lucas Paraizo e Rita Glória Curvo é fruto de uma extensa pesquisa por parte dos roteiristas e do próprio diretor, em fóruns, processos, autos de julgamentos, entrevistas com moradores da região e com o próprio acusado, Henrique de Oliveira.  

“Macabro”, no entanto,  foi rodado em Três Picos, e não no local exato onde os crimes aconteceram. Também trata do racismo cotidiano vivido pelos irmãos, que viveram em um ambiente de violência doméstica e tiveram que aprender a viver na floresta para fugir da realidade a qual eram expostos, dentro da própria família e da comunidade onde os dois nasceram.

“Macabro” tem no elenco os atores Renato Góes, Amanda Grimaldi, Guilherme Ferraz, Flavio Bauraqui, Diego Francisco, Juliana Schalch e Paulo Reis. É provável que os produtores façam um lançamento especial da obra em Nova Friburgo. 

Para assistir a este a outros vídeos do jornal no YouTube, entre e inscreva-se em nosso canal: Jornal A Voz da Serra.

 

LEIA MAIS

Crime foi cometido em outubro de 2018, no distrito de Riograndina

Juiz se baseou em detalhes de depoimento, como a forma como colocou fogo na casa com vítimas trancadas dentro

Lei 8.587 foi sancionada pelo governador Wilson Witzel e publicada no Diário Oficial do Estado

Publicidade

Há 74 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: Cinema | crime