UPAm flagra desmatamento irregular em Macuco

Árvores foram removidas para construção de açude e abertura de estrada particular
segunda-feira, 30 de julho de 2018
por Jornal A Voz da Serra
O desmatamento foi identificado por agentes da UPAm (Foto: 3ª UPAm)
O desmatamento foi identificado por agentes da UPAm (Foto: 3ª UPAm)

Três homens foram detidos na manhã do último sábado, 28, por desmatamento de árvores nativas da Mata Atlântica em uma fazenda em Macuco, às margens da RJ-172, estrada que liga a cidade a Santa Maria Madalena. O flagrante foi feito por agentes da 3ª Unidade de Polícia Ambiental (UPAm) do Parque Estadual do Desengano.

Na propriedade, os policiais encontraram dois homens trabalhando na ampliação de um açude para despejo de resíduos e na abertura de uma estrada vicinal de 50 metros de comprimento para uso particular. Árvores foram derrubadas para as obras, informou a polícia ambiental. A ação foi provocada por uma denúncia anônima.

De acordo com a polícia, o proprietário da fazenda, de 40 anos, não apresentou licenças ambientais para as atividades e foi conduzido para 154ª DP, em Cordeiro, junto com dois funcionários que operavam um caminhão e uma máquina. A Polícia Civil ouviu os três e vai instaurar um inquérito para apurar o caso. A fazenda será periciada.

A UPAm do Desengano, que abrange Santa Maria Madalena, Campos e São Fidélis, pede a população que continue ajudando os policiais a coibir crimes ambientais na região. Os moradores podem realizar denúncias por meio da Linha Verde, o Disque Denúncia do Meio Ambiente. O telefone é o 0300-253-1177.

 

LEIA MAIS

Obras de restauração estão sendo realizadas junto a projeto de purificação da água

Fiscalização das regiões Serrana, dos Lagos, Norte e Noroeste Fluminense está a cargo somente do Inea e das prefeituras

Texto considerado inconstitucional por Renato Bravo será promulgado pelo Legislativo

Publicidade