UFF de Friburgo recruta diabéticos para pesquisa odontológica

Objetivo é avaliar problemas na gengiva, como sangramentos durante a escovação dos dentes
sexta-feira, 01 de novembro de 2019
por Jornal A Voz da Serra
A UFF de Nova Friburgo (Arquivo AVS)
A UFF de Nova Friburgo (Arquivo AVS)

O Instituto de Saúde de Nova Friburgo (ISNF), unidade de ensino superior da Universidade Federal Fluminense (UFF), está recrutando voluntários portadores de diabetes tipo 2 (aqueles que não são dependentes de insulina). Além da pesquisa sobre problemas na gengiva, como possíveis sangramentos, o intuito do recrutamento é também estudar a resposta clínica destes pacientes à aplicação de medicamentos que matam micro-organismos presentes na boca, que são prejudiciais à saúde.

Os interessados devem comparecer ao campus local da UFF, na Rua Sílvio Henrique Braune, 22, no Suspiro, toda terça-feira deste mês, a partir do próximo dia 5, das 14h às 16h, para uma triagem que será feita por um periodontista, que é um profissional especializado em problemas gengivais.

Apenas pacientes que atenderem os requisitos técnicos da pesquisa poderão iniciar o tratamento, que é gratuito. Segundo a professora responsável pela pesquisa, Gabriela Camargo, o objetivo é selecionar pessoas que não possuam outros problemas de saúde além do diabetes tipo 2. Após a triagem, se forem identificados problemas na gengiva, o tratamento será feito gratuitamente na clínica de Periodontia da UFF. Ainda de acordo com ela, o diabetes mellitus é um grande fator de risco para a periodontite, que é a inflamação na gengiva.

Segundo ela, o diabetes pode aumentar cerca de três vezes a possibilidade de o paciente desenvolver a periodontite. A inflamação crônica dos tecidos gengivais afeta negativamente o controle glicêmico do indivíduo, provocando valores anormais na taxa de glicose no sangue do paciente.

 

LEIA MAIS

Órgão já cobrou município outras três vezes e não obteve qualquer resposta

Profissionais têm até sábado para se apresentarem na prefeitura

Cidade registra mais 2 óbitos, total de casos chega a 557, mas há, por outro lado, 1.010 já descartados

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: saúde