Tiroteio no Alto do Floresta termina com menor morto

Foragido do Degase, rapaz de 16 anos entrou em confronto com a PM e foi alvejado. Outros 3 fugiram
quinta-feira, 22 de agosto de 2019
por Jornal A Voz da Serra
Tiroteio no Alto do Floresta termina com menor morto

Um menor de 16 anos, acusado de envolvimento com o tráfico de drogas, morreu após ser baleado durante um confronto policiais militares, na noite da última quarta-feira, 21, no Alto do Floresta, no distrito de Conselheiro Paulino, em Nova Friburgo. O tiroteio assustou moradores. 

O confronto ocorreu pouco depois das 18h10. De acordo com o comando do 11º BPM, agentes do Patrulhamento Tático Motorizado (Patamo) foram ao bairro verificar denúncia de que traficantes do Rio de Janeiro estariam vendendo drogas no alto do morro. Ao chegarem à Rua Aureliano Barbosa Faria, os policiais se depararam com quatro suspeitos, que tentaram fugir. 

Segundo a PM, dois deles estavam armados e, durante a correria, efetuaram disparos com os policiais. Os PMs revidaram, e o adolescente foi atingido pelos tiros. Com ele, os agentes apreenderam uma pistola calibre 380 e uma carga com 79 sacolés de cocaína, dois rolos de fita, usados para endolar a droga, além R$ 50 em espécie. 

O 11º BPM informou que o rapaz foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado para o Hospital Municipal Raul Sertã, no Centro, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. O adolescente possuía anotações criminais e estava foragido do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase). 

A identidade do adolescente não foi divulgada pela polícia. Os outros três suspeitos que estavam no grupo, antes do confronto no Alto do Floresta, conseguiram escapar. O caso foi registrado na 151ª DP. 

 

LEIA MAIS

Rapazes e garota ficaram à disposição da Justiça da Infância e Juventude

Policiais militares trocaram tiros com traficantes do Alto de Olaria, que fugiram

Denúncias anônimas informaram que o acusado estaria com a carga de drogas em casa, adquirida na Penha, no Rio

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 74 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: tráfico | tiros