Termômetro de rua marcando 4 graus surpreende friburguenses

Mínima oficial ficou entre 7 e 8. Empresa assegura que equipamento é confiável e reflete “temperatura real”
sexta-feira, 07 de junho de 2019
por Adriana Oliveira (aoliveira@avozdaserra.com.br)
Pedestres param para fotografar o termômetro da Alberto Braune (Reprodução da web)
Pedestres param para fotografar o termômetro da Alberto Braune (Reprodução da web)

Agasalhados até as orelhas e surpresos, alguns meio incrédulos, friburguenses chegaram a parar para fotografar, entre o fim da madrugada e o amanhecer desta sexta-feira, 7, o termômetro da Avenida Alberto Braune marcando 4 graus. Isso faltando, ainda, duas semanas para a chegada oficial do inverno.

Segundo o Instituto Climatempo, a mínima registrada na cidade nesta sexta foi bem maior: 8 graus. Para o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), que mantém estação meteorológica em Salinas, a mínima foi de 7 graus.

Desta vez, o Climatempo não chegou a listar Friburgo entre as 20 cidades mais frias do país, ranking que vem fazendo todos os dias nesta época do ano. Já Petrópolis, com mínima de 5 graus, triunfou na quarta posição, atrás apenas de municípios  em Minas, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Responsável pela Adesivarte, empresa que cuida da manutenção do termômetro digital em Friburgo, Lilian Fernandes disse que o equipamento da Alberto Braune não é manipulado e reflete a temperatura real, por estar sujeito a variantes como o sereno, por exemplo. “Sempre reagem a essas primeiras baixas temperaturas com desconfiança, mas o aparelho está calibrado”, garantiu.

A forte massa polar que avançou sobre o Brasil esta semana provocou novos recordes de frio em toda a Região Sudeste, como é esperado acontecer cada vez mais nas próximas semanas. O amanhecer desta sexta foi, por exemplo, o mais frio do ano na cidade do Rio de Janeiro, onde a mínima foi de 14 graus, na região da Vila Militar, na Zona Oeste. O recorde anterior era de 15,1, nesta quarta, 5.

Para o fim de semana a previsão para a Região Serrana é de madrugadas geladas, mas dias ensolarados, com tardes um pouco mais quentes.

 

LEIA MAIS

Transtornos no trânsito foram passageiros

Motoristas devem obedecer as orientações dos operadores de tráfego e circular em baixa velocidade na altura do Km 53,3

Sexta e quarta devem ser os dias de maior precipitação; tempo seco de novo, só no domingo

Publicidade

Há 74 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: Clima