Técnicos fazem nova medição de galerias pluviais do Centro

Prefeitura planeja obra na rede subterrânea para evitar enchentes na região da Rua Farinha Filho
quarta-feira, 28 de março de 2018
por Alerrandre Barros (alerrandre@avozdaserra.com.br)
Foto de capa
O secretário de Serviços Públicos, Amarílio Antônio, dentro da galeria (Divulgação PMNF)

Os secretários de Obras, Jeferson Aragão, e de Serviços Públicos, Amarílio Antônio, acompanhados de outros técnicos da Prefeitura de Nova Friburgo, realizaram, na manhã desta quarta-feira, 28, mais uma vistoria nas galerias de águas pluviais da Rua Farinha Filho, que no última semana, voltou a alagar durante forte chuva que caiu sobre a cidade. “Os engenheiros fizeram a medição das galerias para traçar um projeto de canalização que possa ser executado da forma mais rápida e econômica. Entre as possibilidades de solução apontadas estão o alargamento da rede​, ​o aproveitamento da galeria na Rua Monte Líbano e a abertura de mais bocas de bueiros​ para ampliar o escoamento da água”, informou a prefeitura.

De acordo com a prefeitura, assim que os estudos forem concluídos, as soluções serão apresentadas ao prefeito ​Renato ​Bravo. Em seguida, deve ser feita uma licitação para contratação da empresa que realizará o serviço. A prefeitura não divulgou prazos, mas está atendendo a uma reivindicação de comerciantes da Farinha Filho, que após alagamento, cobraram uma solução do Executivo.

No último dia 20, um temporal alagou ruas do Centro e causou transtornos para pedestres, motoristas e comerciantes, que tiveram que usar comportas para evitar que a água entrasse nas lojas. Não houve registro de queda de árvores ou barreiras nem desabrigados ou desalojados, segundo a Defesa Civil.

 

LEIA MAIS

Projeto aprovado, que está para ser sancionado, prevê parada até mesmo nos ônibus que operam em linha direta

Ceg Rio prevê fornecimento para mais estabelecimentos da cidade em 2019: hoje só tem um a oferecer o gás, e caro

Espaços, num total de 50 em Friburgo, poderão ser ocupados por qualquer motorista, até 20 minutos e com pisca-alerta ligado

Publicidade