Suspeito de estupro em Cordeiro é preso sete anos depois

Operação Cronos II busca foragidos por homicídios e feminicídios em todo o país
quarta-feira, 29 de maio de 2019
por Jornal A Voz da Serra
A operação Cronos II no Espírito Santo (Foto: G1)
A operação Cronos II no Espírito Santo (Foto: G1)

Um homem de 43 anos foi preso por suspeita de estupro na manhã desta terça-feira, 28, em Cordeiro. Segundo a Polícia Civil, a ação ocorreu em cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedido pela Vara Única da cidade no dia 14 de maio deste ano.

A prisão faz parte da Operação Cronos II deflagrada pelo Conselho Nacional dos Chefes de Polícias Civis (CONPC) com o apoio do Ministério da Justiça.

O estupro aconteceu em 2012. Na época, a vítima era um vizinho do suspeito, que tinha 14 anos de idade. De acordo com a polícia, o homem também tem passagens por ameaça, registrada na cidade em 2012; e por lesão corporal, registrada em Jacarepaguá, no Rio, em 2015.

O suspeito foi preso por policiais da 154ª Delegacia de Polícia, em Cordeiro, e seria encaminhado ao sistema penitenciário, no Rio de Janeiro, na manhã de quarta-feira, 29.

As polícias civis de todo país começaram a cumprir, na manhã de terça-feira, 28, mandados de prisão no Distrito Federal e em 23 estados em uma megaoperação para prender foragidos da Justiça. Os alvos foram acusados de crimes graves como homicídio e feminicídio.

Denominada Cronos II, a operação é a segunda fase da ação que foi desencadeada em agosto do ano passado. Na época, mais de mil pessoas foram presas em todo o país e 75 adolescentes foram apreendidos. A ação contou com aproximadamente 6,6 mil policiais civis.

A operação surgiu após uma reunião do Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil, em julho do ano passado. Foi batizada com o nome do deus grego Cronos, que comanda o tempo. Segundo as autoridades, a escolha faz referência à supressão do tempo de vida da vítima, reduzido pelo autor do crime.

 

LEIA MAIS

Homem preso durante ação da P2 já havia sido detido pelo mesmo crime em abril

Filha do casal, de 16 anos, presenciou a agressão. Acusado se entregou à polícia logo após o crime

Homem teria se envolvido em confusão com mais duas pessoas e foi encaminhado para o Raul Sertã

Publicidade
TAGS: crime