Supera Rio Uerj vai debater alternativas para superar a crise da Uerj

Evento suprapartidário vai reunir parlamentares, professores, alunos, ex-alunos, associações e reitoria nesta segunda
sábado, 12 de agosto de 2017
por Jornal A Voz da Serra
Foto de capa

O evento Supera Rio Uerj, que será realizado nesta segunda-feira, 14, no campus da instituição no Rio de Janeiro, a partir das 16h, vai reunir diversos parlamentares, professores, alunos, ex-alunos, associações e reitoria para discutirem alternativas para a crise que o estado e principalmente a universidade enfrentam. O Supera Rio Uerj contará com painéis sobre autonomia e a importância do duodécimo para a Uerj.

De acordo com o professor de engenharia da Uerj Nova Friburgo, Ricardo Hudson, a crise atual está afetando todo o serviço público e constitucional no estado do Rio de Janeiro. “A Uerj, nesse momento, enfrenta a maior crise de sua história. A solução perpassa no repasse, pelo governo estadual, dos duodécimos em que a Universidade tem direito garantido constitucionalmente, o que não está acontecendo desde o ano passado. Essa verba é que garante o funcionamento da universidade”, destaca. Ainda segundo Ricardo, o governo precisa restabelecer os pagamentos das bolsas dos alunos, reativar o restaurante universitário, pagar as empresas que prestam serviços de limpeza e segurança, colocar em dia os pagamentos dos funcionários e pensionistas, atrasados há três meses, e o décimo terceiro salário do ano passado.

O Supera Rio é um movimento liderado pelo deputado estadual Wanderson Nogueira (Psol), e organizado em parceria com a Associação de Docentes da Universidade do Estado do Rio Janeiro  (Asduerj). De caráter suprapartidário, as discussões nesta segunda-feira contarão com a participação de mais de 20 parlamentares de oito partidos. Entre os confirmados, os deputados federais Alessandro Molon (Rede); Alexandre Valle (PR), Glauber Braga e Chico Alencar (Psol), Jandira Feghali (PC do B); Wadih Damous (PT) e Zé Augusto Nalim (PMDB). E os deputados estaduais: Carlos Minc (sem partido); Comte Bittencourt (PPS); Dr. Julianelli (Rede); Eliomar Coelho; Flávio Serafini, Marcelo Freixo, Paulo Ramos e Wanderson Nogueira, toda bancada do Psol na Alerj, Enfermeira Rejane (PC do B), Gilberto Palmares, Zeidan e Waldeck Carneiro (PT) e Luiz Paulo (PSDB).

O evento já conta, no Facebook, com mais de três mil pessoas entre confirmadas e interessadas em debater como salvar a Uerj. Para o deputado estadual Wanderson Nogueira, essa é a hora ideal para unir todos os parlamentares, comunidade acadêmica e população para que a Uerj continue resistindo. “O ano letivo de 2017 está suspenso por tempo indeterminado. Com os danos gerados pelo descaso do governo, a instituição não teve escolha. Este é o momento em que cada pessoa que acredita no poder transformador do ensino deve lutar com a Uerj pela educação para vencer a crise. A Universidade do Estado do Rio de Janeiro é gigante, e sua história tem valor! A Uerj resiste e precisa de autonomia. É mais do que um abraço, é um grito de que a Uerj não é responsável pela crise, mas é a solução para a crise”, destaca Wanderson.

Um dos pontos a serem discutidos no encontro será a busca pela autonomia da Uerj em relação ao governo do estado. Para o professor Ricardo Hudson, isso não deveria acontecer. “A Uerj é um órgão do Estado do Rio de Janeiro e uma obrigação constitucional, não vejo como ficar independente do Estado pela sua finalidade que é voltada ao ensino, pesquisa, extensão gratuita e de qualidade”, opina o docente do campus de Nova Friburgo.

“O Supera Rio Uerj vai aprofundar os debates sobre a crise que o governo do estado enfrenta hoje e saber por qual motivo o governo está penalizando a Uerj, que é fundamental para o desenvolvimento. Defendo a Uerj e as universidades quanto ao recebimento do duodécimo, que dá autonomia administrativa e financeira para que a universidade saia desse lamaçal que o governo do estado mergulhou as universidades”, frisou o deputado estadual Luiz Paulo (PSDB), que será um dos palestrantes.

Os impactos dessa reunião interessam diretamente aos professores, alunos e funcionários do campus da Uerj em Nova Friburgo. “Quando falamos de Uerj, estamos falando também dos seus núcleos regionais, e estamos falando do Instituto Politécnico do Rio de Janeiro (IPRJ), em Nova Friburgo. O funcionamento da Uerj de Friburgo depende da matriz, no Rio de Janeiro. A universidade é uma só”, afirma o professor.

Programação - SuperaRio Uerj

Ato parlamentar em defesa da Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Data:14 de agosto

Horário: 16h às 19h

Local: Capela ecumênica da Uerj

16h - Abertura

- Representante da reitoria da Uerj

- Alessandro Molon – deputado federal

- Wanderson Nogueira – deputado estadual e idealizador do movimento Supera Rio

- Comte Bittencourt – deputado estadual e presidente da Comissão de Educação da Alerj

- Representante da Asduerj (Associação de Docentes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro)

- Representante da Sintuperj (Sindicato dos Trabalhadores das Universidades Públicas Estaduais do Rio de Janeiro)

- Manuelle Maria Marques Matias – Representante da APG-Uerj (Associação de Pós-graduandos)

- Leonardo Salles – diretor do DCE da Uerj

17h às 17h40 - Autonomia e a importância do duodécimo

- Luiz Paulo Corrêa da Rocha – deputado estadual

- Henrique Couto da Nóbrega – diretor jurídico da procuradoria da Uerj

- Gustavo Berner – representante do jurídico da Asduerj

- Ricardo Lodi – diretor da Faculdade de Direito da Uerj

17h40 às 18h30 - Todos pela Uerj

- Ato com deputados estaduais, deputados federais e senadores presentes na resistência pela Uerj

 

LEIA MAIS

Evento reuniu estudantes graduados à distância, professores e suas famílias no Ciep da Via Expressa

Polo integrado por universidades públicas tem hoje em Friburgo cerca de 1.800 alunos matriculados em seis cursos de graduação

Prova será aplicada em 16 de setembro e incluirá questões baseadas no livro “O Alienista”, de Machado de Assis

Publicidade
TAGS: Educação