Substitutos dos cubanos em Friburgo começam a atender na segunda

Onze dos 13 médicos selecionados, todos brasileiros, já se apresentaram. Eles fazem treinamento nesta sexta
quinta-feira, 06 de dezembro de 2018
por Alerrandre Barros (alerrandre@avozdaserra.com.br)
Substitutos dos cubanos em Friburgo começam a atender na segunda

Os médicos que vão substituir os cubanos em Nova Friburgo já estão na cidade e vão participar de uma reunião de acolhimento nesta sexta-feira, 7, com a Secretaria Municipal de Saúde. Com a homologação das contratações pelo governo federal, eles devem começar a atender a população, nos postos de saúde, a partir da próxima segunda-feira, 10.

Onze dos 13 selecionados pelo programa Mais Médicos se apresentaram na prefeitura na última semana. Os outros dois tem até o próximo dia 14 para fazer o mesmo. De acordo com a subsecretária de Atenção Básica, Ariádna Heringer, os novos médicos são todos brasileiros. Só um é friburguense. Dois deles já atuavam na rede municipal. Com a transferência desses dois médicos contratados pelo município para o programa do governo federal, duas vagas foram abertas na rede. A prefeitura informou que vai preenchê-las, mas não disse quando.

“Um desses médicos era pediatra, e como há um processo seletivo em vigor para o cargo, vamos convocar o aprovado. O outro atuava como clínico geral. Para essa especialidade, será necessário um novo processo seletivo”, disse a subsecretária.

Ontem, 6, a prefeitura publicou edital no Diário Oficial, em A VOZ DA SERRA, para a contratação temporária de 31 médicos, técnicos de enfermagem e de laboratório e dentista, mas não tem vagas previstas para médico clínico geral, somente para algumas especialidades. As contratações vão preencher vagas abertas pelas exonerações de funcionários que trabalhavam por Recibo de Pagamento à Autônomo (RPA) no município. Os detalhes do processo seletivo estão disponíveis em www.pmnf.rj.gov.br/concursos-publicos. As inscrições começam na próxima segunda-feira, 10.

Inscrições para o programa federal só até hoje

Em todo o país, ainda restam 123 vagas disponíveis no programa Mais Médicos, de acordo com levantamento divulgado pelo Ministério da Saúde nesta quinta-feira, 6. Ao todo, 3.721 mil médicos já se apresentaram aos municípios onde deverão exercer a atividade. O edital oferece 8.517 vagas em 2.824 municípios e 34 distritos indígenas. Ainda segundo informações divulgadas pela pasta, 314 profissionais desistiram de trabalhar no Mais Médicos e as vagas foram reabertas. A inscrição encerra nesta sexta-feira, 7, no portal www.maismedicos.gov.br.
 

As vagas que não forem preenchidas serão abertas em um segundo edital para médicos formados no exterior que não tenham diploma validado no Brasil. A seleção atual abriu vagas apenas para os profissionais com registro no país, que se formaram aqui ou passaram no teste brasileiro de revalidação da graduação.

O primeiro edital do Mais Médicos foi lançado emergencialmente, no último dia 20 de novembro, após Cuba romper o termo de cooperação com Brasil, atribuindo a decisão a declarações “depreciativas” do presidente eleito Jair Bolsonaro que afirmou ter a intenção de só aceitar no programa médicos cubanos com diplomas revalidados e que recebessem a bolsa integral. O governo de Cuba ficava com 70% do dinheiro pago aos médicos.

Em Nova Friburgo, 11 médicos cubanos tiveram que deixar as unidades de saúde do município e voltaram para a ilha caribenha. Outros ficaram no país para tentar um nova oportunidade. Eles atuavam nos postos dos bairros Cordoeira e São Geraldo e nas demais Unidades Básicas de Saúde (UBS). Com a saída, a Secretaria Municipal de Saúde teve que remanejar profissionais. Não houve, contudo, interrupção nos atendimentos no município, segundo a prefeitura.

LEIA MAIS

Ação acontece das 9h às 15h no Suspiro, Bairro Ypu, Cordoeira, Varginha, Catarcione, Bela Vista, Olaria, Cônego e Cascatinha

Vencedora do pregão cobrou menos pelo serviço que já vem prestando, através de dois contratos emergenciais, no último ano

Contratação em regime da CLT é para médicos e técnicos e inscrições acontecem entre os dias 10 e 12

Publicidade
TAGS: saúde | Governo