Sonhos num sinal: reportagem de AVS deflagra onda de solidariedade

Jovem vendedor de paçocas já recebeu bolsas de estudo e até oferta de estágio
segunda-feira, 12 de agosto de 2019
por Fernando Moreira (fernando@avozdaserra.com.br)

A história de vida recheada de força de vontade e superação do jovem Guilherme Barbosa, de apenas 17 anos, fez com que uma verdadeira corrente do bem se formasse para ajudar o menino a alcançar seus objetivos. A publicação da reportagem com a história do garoto na edição do último fim de semana e também na página de A VOZ DA SERRA no Facebook rapidamente viralizou. Foram cerca de 650 reações, quase 80 comentários e mais de 270 compartilhamentos. E não foi só isso. Como dizia o cartaz confeccionado pelo próprio jovem, “Tudo tem um começo”. E o dele parece que foi com o pé direito. Guilherme já recebeu bolsas de estudo integrais e até uma oferta de estágio.

Com o objetivo de se tornar um empresário, Guilherme passou a vender paçocas no sinal da Avenida Presidente Costa e Silva, na altura do 11º BPM. A mensagem escrita no  cartaz que o menino empunhava nas ruas dizendo que “queria tornar-se um empresário” chamaram a atenção da reportagem de A VOZ DA SERRA e, consequentemente, de muitos friburguenses. A vida do jovem Guilherme mudou após a publicação da reportagem e vender doces no sinal já pode ser considerado um passado na vida dele.

O início da corrente do bem

Thiago Motta (na foto acima, com Guilherme) é sócio de um curso profissionalizante de Nova Friburgo e ficou comovido com a história de Guilherme. Ele conta que assim que leu a reportagem em A VOZ DA SERRA, achou que deveria ajudar o jovem. No mesmo dia eles se encontraram:

“Gostei da história dele. Me identifiquei porque também tenho uma origem humilde. Nós oferecemos o curso de desenho e, quando vimos que o sonho dele era ser desenhista, resolvemos oferecer uma bolsa integral à ele. Temos outros bolsistas e apostar nos jovens talentos é uma das nossas missões”, disse Thiago, sócio da filial friburguense da rede de cursos profissionalizantes Muito + Educação Profissional.

A primeira aula do curso de desenho que Guilherme vai fazer será no próximo sábado, 17, no entanto, o jovem já começa a estudar nesta terça-feira, 13. Isso porque ele também ganhou uma bolsa integral para o curso de gestão administrativa na mesma unidade de ensino: “Tentamos falar por telefone com ele, mas não conseguimos. Um tia dele acabou intermediando esse contato e, no sábado mesmo, o Guilherme esteve aqui. Ele parecia até meio assustado com a repercussão da reportagem, mas muito feliz também”, completou Thiago.

Outro que está disposto a ajudar o jovem é o empresário Franco Queiroz, que também tem uma escola de cursos em Nova Friburgo. Segundo ele, que ainda não conseguiu contato com Guilherme, a intenção é oferecer um curso de inglês e uma oportunidade de estágio na empresa a partir de janeiro do ano que vem.

“Sempre acompanho o jornal A VOZ DA SERRA e, quando li essa reportagem achei que deveria ajudar o Guilherme. Nós já temos esse projeto que visa transformar a vida de jovens de baixa renda através da profissionalização. Se ele quiser, estamos dispostos a dar esse empurrãozinho para que ele continue correndo atrás dos seus sonhos”, afirmou Franco Queiroz, da Inove Cursos.

A lição de um jovem de 17 anos

O fim de semana do jovem deve ter sido movimentado, afinal de contas, na última sexta-feira, 9, ele ainda vendia paçocas no sinal e no dia seguinte já tinha várias ofertas de bolsas de estudo e até de estágio. A reportagem de A VOZ DA SERRA tentou ligar para o Guilherme durante toda esta segunda-feira, 12,mas não conseguimos contato.

 “A gente mora no Brasil e aqui as coisas são muito difíceis. Você tem que se levantar do sofá e fazer alguma coisa, não pode ficar esperando algo cair do céu porque isso não vai acontecer. Se não se mexer, nada vai acontecer. Um exemplo são vocês aqui me entrevistando. Eu saí de casa, fiz a minha oportunidade e vocês apareceram aqui. Tem que dar a cara para bater. Muita gente se importa com a opinião dos outros. Um dia a pessoa pode morrer e não ter vivido seu sonho. Façam alguma coisa, ainda hoje, se possível”, disse Guilherme Barbosa, antes de saber que muita coisa estaria para mudar (para melhor) em sua vida.

 

LEIA MAIS

Diversos eventos serão realizados para encaminhamento às vagas de aprendiz, estágio e primeiro emprego

Seleção será feita nesta quinta. Candidato precisa ter certificação de vigilante, curso de Grandes Eventos e experiência

Em compensação, MPEs terão acesso a condições especiais de crédito e taxas menores de juros

Publicidade
TAGS: Emprego