Somente 10 funcionários aderiram à greve dos Correios em Friburgo

Agências continuam abertas, dando prioridade a encomendas e Sedex
quarta-feira, 11 de setembro de 2019
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
A agência central dos Correios (Arquivo AVS)
A agência central dos Correios (Arquivo AVS)

Apesar de alguns funcionários dos Correios em Nova Friburgo terem aderido à greve geral, o funcionamento das agências não sofreu grandes alterações. A VOZ DA SERRA apurou que os serviços estavam sendo oferecidos normalmente nesta quarta-feira, 11, com prioridade para encomendas e Sedex. Cerca de dez funcionários aderiram à paralisação no município.

Por conta do Plano de Demissão Voluntária, a estatal já operava com um número reduzido de funcionários. Durante a tarde, a agência dos Correios na Praça Getúlio Vargas operou normalmente, sem filas para os clientes.  

A greve no país

Segundo informações da Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (Findect) e a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect), a greve é geral e todos os 36 sindicatos de trabalhadores dos Correios aderiram ao movimento.

Em nota, a direção dos Correios afirma que a paralisação é parcial e já colocou em prática um "plano de continuidade de negócios para minimizar os impactos à população".

O que a categoria quer 

A categoria pede reposição da inflação do período e é contra a privatização da estatal, que foi incluída no mês passado no programa de privatizações do governo federal. Os trabalhadores querem também a reconsideração quanto a retirada de pais e mães do plano de saúde, melhores condições de trabalho e outros benefícios.

 

LEIA MAIS

Servidores punidos teriam se recusado a fazer reposição. Sindicato classifica medida como "ato de covardia" e vai à Justiça

Prefeitura de Nova Friburgo classifica movimento de profissionais do ensino como “ilegal” e diz que ele “prejudica a educação”

Categoria em Friburgo mantém estado de greve desde 3 de setembro, quando foi encerrado movimento que durou 27 dias

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 74 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: Greve