Setor de audiovisual emprega cerca de 450 pessoas formalmente em Friburgo

Instituto Serrano de Economia Criativa (Isec) investe em capacitação, formação de público, fomento à produção e realização de projetos
sexta-feira, 03 de agosto de 2018
por Paula Valviesse (paula@avozdaserra.com.br)
Foto de capa
"Missão Cupido" teve uma de suas locações em Friburgo

Nova Friburgo tem as ferramentas para a consolidação da produção de conteúdo audiovisual. São, de acordo com o Instituto Serrano de Economia Criativa (Isec), aproximadamente 2.500 metros quadrados de estúdios para a produção de conteúdos para TV e publicidade, dois canais de TV abertos, seis canais de TV locais, uma web TV e uma distribuidora com potencial de 80 mil espectadores por dia.

Com isso, segundo o instituto, o setor emprega cerca de 450 pessoas formalmente. Além disso, engloba produtores de audiovisual independentes e amadores, e abre espaço para o surgimento de novos talentos, inclusive artistas. Ou seja, recursos não faltam. E o município desponta como eixo central, sendo inclusive o município sede do Polo Audiovisual de Nova Friburgo e Região, o SerraAção.

E é através do polo e de editais públicos que o Isec vem investindo no desenvolvimento do setor. Os objetivos principais são a capacitação, formação de público, fomento à produção e maior receptividade para a realização de novos projetos.

Um exemplo é o seminário “Ações estruturantes”, realizado em 2015 e em 2016. O resultado da iniciativa em números mostra o potencial do audiovisual em Nova Friburgo e região:

Mão de obra:

  • menores de 18 anos: 6 contratados
  • entre 18 e 49 anos: 99 contratados e 55 voluntários
  • acima de 50 anos: 18 contratados e 3 voluntários

Juntos, os seminários capacitaram mais de duas mil  pessoas. Além disso, a realização dos eventos culminou na contratação de serviços de alimentação, hotelaria, som, iluminação, entre vários outros.

Outra iniciativa com resultados positivos para a cidade foi o apoio à produção do longa-metragem “Missão Cupido”. De acordo com o Isec, a comédia romântica, com roteiro e trilha sonora do diretor Rodrigo Bittencourt e produção de Clélia Bessa, da Raccord Produções, foi responsável pela geração de mais de 60 empregos diretos nas áreas de produção, arte, figurino, transporte, operadores de trânsito e  manutenção. E ainda abriu espaço para a participação de 430 figurantes.

A movimentação da economia local girou em torno de R$ 1 milhão. E as belezas naturais da cidade serviram de pano de fundo para as cenas do longa, com gravações em várias locações, como o Nova Friburgo Country Clube, a Fábrica de Rendas Arp e o Cemitério Luterano de Nova Friburgo.

 

LEIA MAIS

Filmes de quatro jovens friburguenses já foram exibidos no Festival Internacional de Films Fribourg (FIFF) e em Nova Friburgo

Projeto “Raízes de Nova Friburgo”, do Isec, consolida desenvolvimento do Polo Audiovisual da região, o SerraAção

Sua mais nova produção, “Dedo na Ferida”, foi eleito o melhor documentário no Festival do Rio 2017

Publicidade
TAGS: Cinema