Serviços gratuitos e orientações pelo fim da violência contra a mulher

Campanha Agosto Lilás oferece atividade gratuita neste domingo em Friburgo
quinta-feira, 22 de agosto de 2019
por Jornal A Voz da Serra
Serviços gratuitos e orientações pelo fim da violência contra a mulher

A campanha Agosto Lilás, criada em alusão ao aniversário da Lei Maria da Penha, que há 13 anos foi instituída no país para defender os direitos da mulher em situação de violência, vai promover uma atividade de mobilização social neste domingo, 25, em Nova Friburgo. As atividades serão realizadas pela Igreja Adventista do Sétimo Dia com parceiros junto ao coreto da Praça Getúlio Vargas, das 9h às 12h. 

No local serão montados estandes onde serão prestados serviços gratuitos, como atendimento psicológico, orientações jurídicas a cargo de equipes da 9ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil, distribuição de material informativo com linguagem para público adulto, adolescente e infantil, tenda com vídeos instrutivos de proteção e denúncia, e manequim educativo, direcionado ao público infantil, que dentro de uma linguagem apropriada, ensinará as crianças sobre quais as partes do corpo em que não devem permitir que outra pessoa toque.

Além destas atividades, também serão disponibilizados serviços estéticos, como maquiagem, manicure, corte de cabelo e massagem. Cerca de 40 voluntários estão envolvidos de forma direta nas atividades. A expectativa é de atendimento mínimo de 100 pessoas. “São muitas organizações envolvidas e todos queremos um lugar mais seguro, um lugar melhor, onde mulheres e crianças se sintam protegidas e amparadas”, conta Wallace Garcia, um dos psicólogos que prestará atendimentos na ação social. “Para as mulheres que não sofreram nenhum tipo de violência, a informação chegará em forma de prevenção. Para outras que sofrem ou já sofreram algum tipo de abuso, é importante que saibam os caminhos para buscar ajuda. Ninguém precisa passar por isso sozinho”, acrescenta o psicólogo. 

Segundo dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) obtidos junto a tribunais estaduais de Justiça, o número de medidas protetivas para impedir que as mulheres sejam alvo da violência doméstica saltou de 249 mil concessões, em 2016, para 336 mil, em 2018, o equivalente a uma média de 922 mulheres atendidas por dia, ou seja, uma a cada dois minutos. Somando a este, outros dados, o Brasil ocupa hoje o quinto lugar no mundo no ranking de violência doméstica.

Com o objetivo de apresentar caminhos para a denúncia, proteção e recuperação de quem, infelizmente, carrega as marcas e dores que resultam do abuso, que a campanha Quebrando o Silêncio, vem promovendo ações todos os anos. Somente no estado do Rio de Janeiro, durante todo este mês estão sendo distribuídas mais de 100 mil revistas educativas, que atendem desde o público infantil ao adulto.

O Quebrando o Silêncio é um projeto educativo e de prevenção contra o a violência a mulheres, idosos, crianças e vulneráveis. As ações da campanha ocorrem nos dias 24 e 25 de agosto no Brasil, Uruguai, Paraguai, Argentina, Chile, Bolívia e Equador. No entanto, a campanha se estende ao longo de todo o ano com palestras, ações de conscientização e iniciativas de amparo realizadas em várias localidades.

 

LEIA MAIS

Todos os bebês de 6 meses a 1 ano devem tomar dose, oferecida em quatro postos de saúde do município

Serviços como tratamento dentário e mamografia serão oferecidos, no Suspiro, por 120 dias, a partir de segunda

Publicidade
TAGS: saúde