Semana do Trânsito termina com 3 acidentes em menos de 12 horas

Na manhã desta quinta, mais um caso: motociclista morre ao bater em caminhão na RJ-116, em Monnerat
quinta-feira, 26 de setembro de 2019
por Fernando Moreira (fernando@avozdaserra.com.br)
Capotamento na Ponte da Saudade (Foto de leitor)
Capotamento na Ponte da Saudade (Foto de leitor)

Desde o último dia 18 até esta quarta-feira, 25, foi celebrada a Semana Nacional do Trânsito, prevista pelo Código de Trânsito Brasileiro. Com o tema “No trânsito, o sentido é a vida”, diversas atividades de conscientização foram realizadas no período com o objetivo de envolver diretamente a sociedade nas ações e propor uma reflexão sobre uma nova forma de encarar a mobilidade. Um estímulo para que todos os condutores optem por um trânsito mais seguro.

No entanto, somente entre a noite da última terça-feira, 24, e a manhã desta quarta-feira, 25, pelo menos três acidentes de trânsito foram registrados em Nova Friburgo. Um claro exemplo de que falta conscientização, prudência e atenção por parte de motoristas, motociclistas e também pedestres. Segundo apurado pela reportagem de A VOZ DA SERRA, as colisões ocorreram no trevo de Duas Pedras, na altura do Km 76 da RJ-116 (no bairro Ponte da Saudade) e no viaduto, no Paissandu.

Ainda na noite de terça-feira, uma moto colidiu com um carro enquanto contornava o trevo de Duas Pedras, local bastante movimentado e palco de diversos acidentes (foto). O motociclista foi socorrido com alguns ferimentos pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado ao Hospital Municipal Raul Sertã. Já no início da manhã desta quarta-feira, um carro capotou na RJ-116, altura do Hotel Bucsky, na Ponte da Saudade. Segundo a polícia, a motorista seguia no sentido Centro quando perdeu o controle do veículo, invadiu a pista contrária e capotou, atingindo um muro e um veículo às margens da rodovia. A concessionária Rota 116 sinalizou o local e auxiliou na organização do trânsito, que ficou complicado até a remoção do veículo.

Ainda na manhã de quarta-feira, outro acidente foi registrado no município, desta vez no Viaduto Geremias de Mattos Fontes, no Paissandu (foto). O motorista também seguia no sentido Centro quando perdeu o controle do veículo devido ao piso escorregadio, rodou na pista e colidiu com barras de ferro às margens da calçada. Não foi informado se houve feridos. O trânsito ficou congestionado no local até a retirada do veículo.

Na manhã desta quinta, 26, um motociclista de aproximadamente 33 anos morreu após colidir com um caminhão em Duas Barras. Segundo o Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu na altura do Km 115 da RJ-116, na altura do distrito de Monnerat, por volta das 6h30. A identidade da vítima ainda não foi divulgada. De acordo com os bombeiros, o motorista do caminhão sofreu ferimentos leves. A Polícia Civil foi acionada para realizar perícia no local. O corpo da vítima deve ser encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Nova Friburgo. 

Moradores do viaduto pedem providências

Cansados de presenciar tantos acidentes, um grupo de moradores das imediações do viaduto Geremias de Mattos Fontes se mobilizou e criou um abaixo-assinado solicitando a instalação de radares ou um quebra-molas no trecho, de modo a diminuir a incidência de acidentes no local. Somente neste ano foram pelo menos nove acidentes no viaduto, três deles num período de apenas quatro dias – de sábado passado, 21, a ontem, 25.

“Moro há dez anos em frente a entrada do Sanatório Naval e já perdi as contas de quantos acidentes presenciei. Há cinco anos um carro invadiu a minha casa após uma batida violenta. Estamos cansados dessa insegurança. O que pedimos são melhorias para esse trecho e mais prudência aos motoristas, que trafegam em alta velocidade no viaduto. É um problema sério”, disse Alencar Moraes, morador do bairro e um dos organizadores do abaixo-assinado.

Ainda de acordo com  Alencar, em apenas uma semana foram colhidas cerca de 100 assinaturas de moradores da localidade e o documento foi entregue no último dia 12 de julho à concessionária Rota 116.

Número de acidentes assusta

Os acidentes de trânsito acontecem por toda a cidade e não apenas no viaduto Geremias de Mattos Fontes. Segundo estatísticas passadas pelo comandante do 6º Grupamento de Bombeiro Militar (GBM) de Nova Friburgo, tenente-coronel Thiago Nunes Alecrim, de 1º de janeiro até ontem, 25, foram registrados 801 acidentes envolvendo veículos automotores (carros, motos, ônibus e caminhões), uma média de quase três (2,98) acidentes por dia na área de abrangência da corporação militar.   

O que dizem a prefeitura e a concessionária Rota 116

Apesar de estar no centro urbano de Nova Friburgo, o viaduto Geremias de Mattos Fontes faz parte da RJ-116, rodovia administrada pela concessionária Rota 116. Apesar disso, a Prefeitura de Nova Friburgo informou, em nota, que embora a responsabilidade de intervenção na localidade seja da concessionária, “a prefeitura está fazendo um estudo para instalação de um radar educativo na localidade, sem aplicação de multas, com o intuito de minimizar o índice de acidentes de trânsito ali”.

Também solicitamos da concessionária Rota 116 um posicionamento sobre o alto índice de acidentes no Viaduto e o que poderia ser feito para minimizar esse problema, no entanto, até o fechamento desta edição, não recebemos resposta.

 

LEIA MAIS

Engavetamento deixou tráfego interrompido nos dois sentidos da Ponte Branca, que liga as avenidas Comte Bittencourt e Galdino do Valle

Acidente aconteceu na Avenida Rui Barbosa, esquina com a Rua Padre Yabar, no Centro

Segundo testemunhas, vítima foi atingida pela roda de trás do coletivo ao tentar atravessar fora da faixa; motorista ficou em estado de choque

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: acidente