Sem artilheiro, Frizão precisa vencer o Americano para ir à final

Apesar de 5 vitórias, última derrota complicou situação. Partida será nesta quarta, em Campos
terça-feira, 03 de julho de 2018
por Vinicius Gastin (esportes@avozdaserra.com.br)
Artilheiro do Friburguense e da competição, Lohan é desfalque nesta quarta
Artilheiro do Friburguense e da competição, Lohan é desfalque nesta quarta

O Friburguense terá mais um grande desafio pela frente no Campeonato Carioca da Série B1. Nada impossível para um clube que, diante das dificuldades financeiras, já é vencedor por participar da competição. Vencer o Americano nesta quarta-feira, 4, às 15h, em Campos dos Goytacazes, significa não só consolidar o bom momento vivido dentro da competição, como também representa as possibilidades de chegar à decisão do primeiro turno e ficar ainda mais perto da semifinal geral.

Para avançar até a final, o Tricolor da Serra precisa essencialmente da vitória, por ter sido o segundo colocado do grupo B. Líder da chave A, o alvinegro joga pelo empate e em casa, no estádio Ângelo de Carvalho, que pertence ao Campos, mas é adotado pelo Cano (o tradicional Godofredo Cruz foi demolido). Na outra semifinal, Tigres e América se enfrentam em Los Lários, no mesmo horário, com vantagem para a Fera da Baixada.

 “O primeiro lugar não deixa de ser uma vantagem grande, pelo fato de jogar em casa e com a vantagem do empate. Sabemos que precisamos fazer gols, e teremos que montar uma estratégia em cima disso, sem descuidar da defesa. Temos dois dias para recuperar os jogadores para mais um jogo difícil, uma verdadeira batalha. Fizemos um ótimo jogo contra o Tigres, mas infelizmente não sabemos o que houve no lance do pênalti. Queríamos passar em primeiro, não foi possível, mas atingimos o objetivo de classificar para as semifinais”, observa o técnico do tricolor, Cadão.

Obviamente, para alcançar o objetivo, o Frizão terá que balançar as redes do adversário. Uma missão que se torna ainda mais árdua por conta da ausência de Lohan, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. O atacante é o artilheiro da equipe na competição com sete gols marcados, e lidera a corrida pela artilharia ao lado de Rhainer (Serra Macaense), Maikon Aquino (Americano) e Rincon (Santa Cruz).

Sem ter um atleta com as mesmas características no elenco, é provável que Cadão centralize Dedé e faça a opção por Ziquinha. As outras alternativas seriam adiantar novamente Dieguinho ou optar pela entrada de um meia.

Jogar desfalcado não será novidade para o Friburguense. Contra o Tigres, Jorge Luiz e Jefinho, lesionados, e Juninho, suspenso, não estavam à disposição. Dos três, apenas Jorge Luiz não deve retornar. Mesmo sem jogadores importantes, Cadão elogiou a atuação da equipe no último fim de semana, e terá que recorrer novamente ao elenco para tentar suprir a ausência de seu artilheiro.

 “Tenho falado com eles desde a pré-temporada. Nós temos um grupo de 30 jogadores. Estávamos sem dois jogadores titulares no meio-campo, e ainda sem o Juninho, que vem entrando de imediato. Mas o time foi muito bem com o Sales, o Dieguinho fazendo o meio-campo. Não perdemos a qualidade, e fizemos um bom jogo. Tivemos o controle, principalmente no segundo tempo”, comenta Cadão.

Semifinais - 1º turno:

Hoje, 4:

 - Americano x Friburguense, Ângelo Carvalho

 - Tigres x América, Los Lários

 

- Números do Friburguense:

Jogos: 9

Vitórias: 5

Empates: 1

Derrotas: 3

Aproveitamento: 59,3%

Gols marcados: 14

Gols sofridos: 9

 

LEIA MAIS

Professor de Educação Física investe nos pequenos atletas que se destacam no dia a dia dos treinamentos

Fundada a partir da fusão de Friburgo e Esperança, agremiação ainda não tinha um tema musical

Clube volta a conviver com o recorrente problema das últimas temporadas

Publicidade
TAGS: futebol