Seleção de agentes de endemias acontece em janeiro

Secretaria municipal de Saúde oferece 44 vagas com salário de R$ 1.100,33
quinta-feira, 27 de dezembro de 2018
por Alerrandre Barros (alerrandre@avozdaserra.com.br)
Seleção de agentes de endemias acontece em janeiro

A Prefeitura de Nova Friburgo vai realizar em janeiro de 2019 o processo seletivo para contratação temporária de 44 agentes de endemias para atuar nas ações da Secretaria Municipal de Saúde de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. A lei municipal que autoriza a seleção foi aprovada pela Câmara de Vereadores e publicada nesta quinta-feira, 27, no Diário Oficial do município, em A VOZ DA SERRA (também acessível nas edições digitais do site).

O edital do processo seletivo deve sair na primeira ou segunda semana de janeiro. Para concorrer às vagas que serão oferecidas, o candidato precisará ter ensino médio completo. O salário será de R$ 1.100,33 para carga horária de 40 horas semanais. Os candidatos serão selecionados por provas escritas. O contrato terá duração de seis meses, podendo ser prorrogado por mesmo período, e será regido pela Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT).

Conforme A VOZ DA SERRA noticiou em novembro os casos de chikungunya aumentaram 175% em Friburgo este ano. Vinte e duas pessoas contraíram a doença. Por outro lado, os casos de dengue caíram 52%. Foram notificados 704 suspeitas em 2017 e confirmadas 38. As suspeitas de zika, em grávidas, também caíram de 33, em 2017, para 18 em 2018. Nenhum caso foi confirmado até outubro deste ano.

No estado do Rio de Janeiro a situação é ainda mais crítica. Segundo a Secretaria estadual de Saúde, houve aumento de 720% nas infecções por chikungunya. Os casos subiram de 4.293 em 2017 para 32.245 até outubro deste ano. Casos confirmados de dengue subiram 41%, passando de 9.715 casos em 2017 para 13.765 em 2018. Já em relação ao zika, houve redução de 12%, passando de 2.378 casos em 2017 para 2.072 neste ano.

 Atitudes simples de vistoria a casas, apartamentos e espaços abertos, que levam cerca de dez minutos, podem ajudar no combate ao mosquito. Além de não deixar água parada em casa, a população pode apoiar o trabalho dos agentes verificando possíveis focos do mosquito em terrenos ou imóveis abandonados em seu bairro. A Subsecretaria Municipal de Vigilância em Saúde deve ser acionada para fazer a checagem do local. O telefone é (22) 2523-1889.

 

LEIA MAIS

Ele a teria ofendido após encaminhá-la para atendimento em sua própria clínica particular

Henrique Pessôa volta para Nova Friburgo e Mariana Moraes assume especializada das mulheres

Novo governo estuda construir unidade anexa ao Hospital do Câncer, cujas obras estão paralisadas

Publicidade
TAGS: saúde | Governo | Concurso