Russo anula Barboza, e friburguense perde por pontos no UFC

Brasileiro luta como um guerreiro contra atleta que coleciona agora 25 vitórias seguidas
terça-feira, 02 de janeiro de 2018
por Vinicius Gastin
Foto de capa

Lutar contra um atleta de cartel com 24 vitórias e nenhuma derrota não poderia ser fácil. E Khabib Nurmagomedov mostrou que esse retrospecto não foi construído e ampliado para 25-0 à toa. Edson Barboza foi um verdadeiro guerreiro. Durante os três rounds, especialmente no primeiro, tentou anular a estratégia do russo, partindo pra cima, e até conseguiu conectar alguns golpes. No entanto, de forma impressionante, Khabib parecia absorvê-los e conseguia dar continuidade ao seu jogo vertical. Edson lutou contra um dos maiores e mostrou, sem dúvida alguma, que também está entre eles.      

Nurmagomedov conseguiu levar o friburguense para o chão e não deixá-lo sair de lá durante quase todo o tempo, deixando combate à sua feição. No final, saiu vencedor na decisão unânime (30-25, 30-25 e 30-24), em duelo válido pelo peso-leve (até 70kg), no co-evento principal do UFC 219, na madrugada o último domingo (30). Com o resultado Barboza, que era o quarto colocado no ranking da categoria, agora tem 19 vitórias e cinco derrotas na carreira.

A luta

Contra um russo provocativo desde antes do início da luta, Edson buscou a pressão nos primeiros minutos. Acertou um chute baixo, e tentava bater e sair rápido para evitar que Nurmagomedov conseguisse encurtar a distância e buscar a queda. Na primeira tentativa de Khabib de levar a luta para o solo, Edson defendeu a queda. Khabib insistiu, Edson defendeu novamente, e completou acertando chute baixo. Mesmo há um ano sem lutar,o russo não parecia sentir uma possível falta de ritmo.

Khabib avançou com um jab e cruzado e uma joelhada voadora. Edson encostou na grade, e Nurmagomedov aproveitou para levar a luta para o chão. Trabalhou no ground and pound acertando de baixo para cima. Barboza se defendeu como pôde, mas o russo continuou na posição e desferiu golpes até o final do round, acertando o corpo e o rosto.

Edson voltou com a mesma estratégia de movimentação. Nurmagomedov buscava encurtar a distância, e conseguiu acertou combinação de jab e cruzado, um chute alto. Khabib acertou um soco e insistiu até Edson cair. O friburguense se levantou rapidamente, mas já demonstrando cansaço, tentou reagir. Acertou um chute na perna do russo, mas Khabib levou a luta novamente para o solo. Nurmagomedov golpeava o rosto e o corpo do brasileiro, sem deixar que ele conseguisse se soltar. Edson conseguiu repor a guarda, mas acabou não conseguindo escapar.

Já desgastado pela movimentação e em desvantagem nos dois rounds anteriores, Edson Barboza tentou decidir a luta com um nocaute. O friburguense buscou uma joelhada voadora, mas Khabib conseguiu levá-lo contra a grade ara novamente buscar o solo. Edson escapou, conectou um jab de esquerda e depois um chute rodado que acabou passando por cima da cabeça do adversário. Khabib encurtou a distância mais uma vez e amarrou a luta na grade, onde Edson se defendia. Já perto do final do round, Barboza se soltou. Enquanto Khabib desferiu alguns cruzados, Edson tentou um chute alto que passou de raspão. Foi por pouco. Na decisão por pontos, melhor para o russo.

LEIA MAIS

Além do lugar mais alto do pódio, Gilberto Chermauth Filho conquistou vaga para o Pan de Cancun, em agosto

Atleta revela sua preferência entre próximos oponentes e conta que golpe que nocauteou Rivera foi ensaiado até instantes antes da luta

Friburguense aplicou um chute certeiro na cabeça. Agora, ele quer o cinturão

Publicidade
TAGS: UFC